quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

ALJUSTREL: Santa Bárbara, padroeira dos mineiros, e a identidade aljustrelense

Numa iniciativa da Paróquia de Aljustrel, com o apoio do Sindicato dos Mineiros, do Município e de outras entidades locais, realiza-se no próximo sábado, dia 5 de Dezembro, pelas 17h00, no Sindicato Mineiro, a conferência Santa Bárbara, padroeira dos mineiros, e a identidade aljustrelense.
Será orador o Prof. Doutor José António Falcão, director do Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja e especialista em arte sacra, que tem vindo a realizar um levantamento sistemático do culto de Santa Bárbara no Sul de Portugal, que já deu origem a livros e artigos científicos.
A devoção a Santa Bárbara remonta, no Alentejo, aos finais da Idade Média, alcançando o auge já no século XVI, sob a influência do humanismo. A espiritualidade do Barroco deu-lhe novo impulso, como o prova a imagem aqui apresentada, outrora venerada pelos artilheiros do castelo de Sines (actualmente, integra o Tesouro da igreja de N.ª Sr.ª das Salas).
 Já em pleno século XIX, a multiplicação de explorações mineiras na região levou ao recrudescimento deste culto, muito orientado para as profissões que trabalham com explosivos ou se prendem com a mineração. É esta “viagem no tempo” que a conferência vai evocar, num local simbólico da história económica e social de Aljustrel.
 O Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja, em parceria com instituições do Alentejo, está a desenvolver um ciclo de conferências, intitulado “À Janela de Mariana”, que visita periodicamente todos os concelhos do seu território.