sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

CASTELO DE VIDE: Exposição "Dia de Memória do Holocausto"

Dia de Memória do Holocausto
Evento: Exposição “Dia de Memória do Holocausto”
Local: Sala Polivalente do Museu da Sinagoga de Castelo de Vide
Data: 27 de janeiro a 30 de abril de 2015
Horário: 09.30h - 13.00h / 14.00h – 17.00h
Organização: Câmara Municipal de Castelo de Vide / Museu da Sinagoga
O Museu da Sinagoga, mais uma vez, vem através de uma exposição fazer referência ao genocídio que ficará sempre conhecido como Holocausto.
Este projecto de extermínio levado a cabo durante a II Guerra Mundial pelo regime nazi do Estado Alemão, assassinou seis milhões de judeus, dos quais milhão e meio eram crianças.
Considerados "Untermenschen", ou seja, sub-humanos ou seres inferiores, os judeus foram o grupo (entre os ciganos, eslavos, comunistas, homossexuais, intelectuais, deficientes físicos ou mentais) que o nazismo pretendeu erradicar até ao último membro.
Pretende-se agora, chamar a atenção para os Portugueses que ajudaram e arriscaram suas vidas no auxílio aos Judeus. Entre eles estão Aristides de Sousa Mendes, Carlos Sampaio Garrido, José Brito Mendes e o Padre Joaquim Carreira.
Através de fotos, testemunhos reais e dvd's pode-se tomar consciência do que foi o horror praticado pelos nazis que se consideravam uma raça superior.
Para mais informações: Gabinete Sociocultural
email sociocultural@cm-castelo-vide.pt - telf.: 245 905 154

ALPALHÃO: Exposição Trajes de Carnaval


quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

MONTALVÃO (Nisa): Presidente da Junta demite-se


A notícia é da edição desta semana do jornal "Alto Alentejo" e nela se dá conta da demissão de Francisco Almeida, presidente da Junta de Freguesia de Montalvão, eleito pela CDU.
De acordo com a informação veiculada pelo semanário, Francisco Almeida justificou a demissão alegando motivos familiares e de saúde.
O autarca já havia presidido ao executivo da Freguesia de Montalvão em anterior mandato, eleito pelo PS.

CASA DO ALENTEJO: Exposição de pintura de Ana Horta


Plano de Formação do IEFP para o Alentejo mantém volume de formação em 2015

No Alentejo, o IEFP abrangeu mais de 31 700 pessoas empregadas e desempregadas em ações de formação, durante o ano de 2014 e, prepara-se para manter o volume de formação em 2015, segundo revela em comunicado.
Privilegiar a dupla certificação
“Com a preocupação de inserção laboral de jovens e adultos desempregados e de reforço das competências profissionais dos que se encontram empregados, o Plano de Formação do IEFP para o Alentejo privilegia, em 2015, as ações em modalidade de dupla certificação inseridas no Catálogo Nacional de Qualificações (CNQ), procurando responder às necessidades do mercado de trabalho onde se observam dificuldades de satisfação de algumas ofertas de emprego, à procura de formação por parte dos candidatos que pretendem concluir os seus percursos de qualificação e ao contato direto com as empresas, atores e agentes regionais, entre eles os parceiros sociais”.
Potencial empregador dos investimentos estruturantes
“Para facilitar a transição dos jovens para a vida ativa e reforçar a qualificação e a empregabilidade dos trabalhadores no ativo e dos desempregados, o Plano de Formação do IEFP para o Alentejo pretende, em 2015, acompanhar de perto o potencial económico e empregador dos investimentos estruturantes em curso no âmbito do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva (EFMA), do cluster aeronáutico em afirmação, do Terminal Portuário de Sines, do polo industrial do Alentejo Litoral e da fileira extrativa mineira, das energias renováveis, dos empreendimentos turísticos e das iniciativas da economia social regional”.
 Aprendizagem, formação de adultos e especialização tecnológica
“A oferta formativa de dupla certificação assenta nos Cursos de Aprendizagem (formação dual) destinados aos jovens a partir do 9º ano de escolaridade, nos Cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA) de nível básico e secundário, nos Cursos de Especialização Tecnológica (CET), de nível 5 de qualificação, na Formação para a Inclusão, apostando nas competências básicas dos públicos com baixas qualificações escolares, para além da Formação Modular, cuja flexibilidade permite responder atempada e ajustadamente às necessidades concretas identificadas pelas empresas e entidades”.
A Formação Contínua de Formadores, o Português para Todos no âmbito do Programa Portugal Acolhe e o Reconhecimento e Validação de Competências no âmbito dos CQEP completam o amplo leque da oferta de respostas aos diferentes públicos que o IEFP apresentará em 2015 no Alentejo, sublinha a mesma fonte.

PONTE DE SOR: Exposição de pintura de Jorge Leal

A pintura de Jorge Leal abre o ano de 2015 da parceria entre o Município de Ponte de Sor e a Fundação das Casas de Fronteira e Alorna. No último dia de janeiro inaugura, às 17:00 h, a exposição DESCASCAR,  no Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor antecedida, às 16:00 h, por uma conferência proferida pelo Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor, Engº Hugo Hilário, subordinada ao tema: A CULTURA NO DESENVOLVIMENTO LOCAL.
A pintura é, de um modo genérico, associada à presença da cor. Uma pintura com muitas cores é por norma aceite como objecto correcto. Num quotidiano saturado de imagens coloridas, reais e digitais, tenho vindo a questionar este paradigma da pintura ter de ser obrigatoriamente colorida. É necessário ter em conta que a pintura não é a realidade nem tem de ser uma representação fiel do que nos rodeia. Para esse efeito a fotografia e o cinema são as ferramentas mais poderosas e eu não quero desenvolver o meu trabalho com nenhuma delas. Considero que a pintura tem o dever de propor uma alternativa à realidade; apenas assim pode manter-se como manifestação viável.
Imaginemos um fruto, uma maçã vermelha. Se a descascar estou a retirar a sua presença retiniana, estou a anular o seu reconhecimento mais imediato: a sua cor. Mas continuamos a reconhecer no fruto descascado, sem hesitar demasiado, a mesma maçã mil vezes trincada.
No último ano o processo de trabalho no ateliê tem sido esse descascar, esse retirar do excesso de pintura. Tal como uma música rock não tem de ter as notas todas, a pintura também não tem de ter as cores todas ou ser demasiado histérica. A pintura pode voltar a ser uma possibilidade de calma, alheia ao reboliço desnecessário e pueríl dos nossos dias.
Neste questionamento da pintura entra em consideração a importância fundamental do desenho no meu processo criativo. Durante muitos anos a pintura e o desenho não se relacionavam organicamente, eram dois universos distintos não colaborantes. O desenho era o meu trabalho íntimo que permanecia nos cadernos e a pintura era o lado público do meu trabalho. Havia uma perda simultânea de intensidade por ambos não se contaminarem. Também era do meu interesse perceber como poderia aproveitar o legado de alguns artistas anteriores a mim (Giacometti, van Gogh, Matisse, Guston) que questionaram igualmente a pintura. Todos eles, de algum modo, introduziram o desenho na pintura transformando-a por dentro.
O último ano de trabalho no ateliê consistiu em perceber como o poderia fazer nos meus termos. Encontrei um modo de a pintura ser desenho ao transformar esta em desenho feito com os materiais da pintura. Este processo transformativo não está terminado. Os trabalhos que constituem esta exposição são uma cristalização do que desenvolvi até aqui e antecipam possíveis desenvolvimentos.

Lisboa, Janeiro de 2015

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

VIDIGUEIRA: Oficina do Cante às quartas-feiras

A Câmara Municipal de Vidigueira está a promover, às quartas-feiras, pelas 15h30, uma Oficina de Cante, dinamizada pelo Prof. Augusto Ferreira, no Centro Social de Vidigueira. Os interessados devem fazer a sua inscrição durante o mês de janeiro.

Cante Alentejano encheu o Centro Cultural de Belém





O concerto de homenagem ao cante alentejano encheu o grande auditório do Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa, onde actuaram 12 grupos corais, uma pianista e foi exibido um filme.
Cinco minutos passavam das 18:00 quando Aníbal e Maria Cavaco Silva entraram no camarote e no palco um grupo coral alentejano cantou o Hino Nacional, acompanhado pelos espectadores que prontamente se levantaram.
Depois do Fado ter sido reconhecido pela UNESCO, foi a vez do Cante Alentejano também merecer essa distinção.
Para assinalar essa efeméride, realizou-se um concerto com 12 grupos corais alentejanos, uma pianista e uma cantora lírica.
O grupo mais aplaudido foi o Grupo Coral Etnográfico Amigos do Feijó. Mas foi a letra "Zuca Zuca", que leva interpretações 'malandrecas' que fez o público rir durante a actuação do Grupo Coral Etnográfico as Papoilas do Corvo, Castro Verde.
A destacar o Grupo Coral do Sindicato da Industria Mineira, de Aljustrel, que se apresentou com uma indumentária de mineiro e com a luz do capacete acesa. Sem esquecer a letra do tema interpretado pelo Grupo Coral do Baleizão que retrata o Alentejo actual: "Alentejo tinha imensos trigais/ Agora só tem vinhas e olivais".
O apresentador referiu que "ouvir o cante é passear pelo Alentejo", assim como "a revolta e a esperança", que "sublinha as regras do quotidiano". Sublinhou que "foi um sonho que se tornou realidade, numa terra de pessoas de trabalho e de cante". "Afinal o Património Imaterial da UNESCO foi o mote para nos reunirmos hoje aqui", frisou. Terminou a sua apresentação com "será altura para dizer 'Até sempre Alentejo'".
Das cerca de 1400 pessoas, estiveram presentes Anibal e Maria Cavaco Silva, Assunção Cristas - Ministra da Agricultura, Jorge Barreto Xavier - Secretário de Estado da Cultura, Joaquim de Sousa Ribeiro - Presidente do Tribunal Constitucional, Nuno Vassalo e Silva - Director Geral do Património Cultural, Catarina Vaz Pinto - Vereadora da Cultura da Câmara Municiapl de Lisboa e muitos outros autarcas.
Em declarações exclusivas ao Jornal Hardmusica, o Secretário de Estado da Cultura disse que o Cante "demonstra a diversidade e a riqueza da identidade colectiva das diversas comunidades portuguesas e no contexto especifico do Alentejo". Também "conseguimos perceber que estes cantes colectivos, neste caso o Cante Alentejano que não tem um autor definido são propriedade da comunidade tem as características de riqueza suficiente para património da humanidade". Barreto Xavier frisou que se trata de "um reconhecimento que nos orgulha a todos e que veio ajudar a actualizar um certo tipo de actividade no Alentejo e que espero possa ter grande continuidade".
Depois do Fado ter sido consagrado pela UNESCO, tornou-se uma moda. Será que vai acontecer o mesmo com o Cante?. Para o governante "as modas têm coisas boas e coisas más, é bom que o trabalho do cante permaneça, que na historia do cante permaneça", salientando que "há certamente coisas novas que vão acontecer e esperemos que o aumento de participantes nos grupos corais e de divulgação aconteça tanto em Portugal como no estrangeiro".
Também em exclusivo para o Jornal Hardmusica, o Director Geral do Património Cultural, referiu que "foi uma candidatura exemplar dirigida pelo Paulo Lima com o apoio do Turismo do Alentejo, com o apoio das câmaras e depois também da UNESCO". Nuno Vassalo e Silva sublinhou que a candidatura "teve uma capacidade de alinhamento de todos os agentes" e que o "reconhecimento pela UNESCO é um reforço para a importância da cultura material".
Catarina Vaz Pinto disse em exclusivo ao Jornal Hardmusica que o Cante "tem traços de identidade muito fortes e foi um projecto, tal como o do Fado, muitíssimo bem preparado do ponto de vista cientifico e artístico". A vereadora da Cultura de Lisboa sublinhou que o resultado foi "bem visível neste concerto que acabámos de ver" e "portanto acho que foi muito merecido este prémio e fico muito comovida, como portuguesa e como lisboeta também". As candidaturas do Cante e do Fado são "muito interessantes e que foram muito bem preparados, há imensas consequências desse reconhecimento que estão à vista de todos os portugueses".
O primeiro grupo coral terá surgido em 1907, em Serpa, sob a designação de Orfeão Popular.

O concerto foi produzido pelo CCB e a Câmara Municipal de Serpa/Casa do Cante, com o apoio da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, e da Comissão Nacional da UNESCO - Ministério dos Negócios Estrangeiros.
in "Hardmúsica"

MARVÃO: 10ª edição Comidas d´Azeite

O Município de Marvão promove de 7 a 22 de Fevereiro a 10ª edição das “Comidas d`Azeite”, com uma quinzena inteiramente dedicada aos comeres do Lagar, sob a chancela da marca “Marvão Bom Gosto”.
As ementas dos treze restaurantes aderentes vão apresentar pratos tradicionalmente confecionados com azeite.

Com a realização deste evento, o Município pretende homenagear os produtores de azeite do concelho e, sobretudo, dinamizar a economia local, aliando o turismo à gastronomia.

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

OPINIÃO: O Peso da estação




Dois anos e meio depois do encerramento do ramal de Cáceres, uma das ferrovias portuguesas construída em bitola ibérica, na distância de 72,4 Km, ligando a estação da Torre das Vargens a Marvão-Beirã, volta a ser notícia no site da REFER, na secção REFER-Património, dando assim início à venda do espólio ainda existente desta linha centenária. Estamos a falar da venda da estação de Caminhos de Ferro de Vale do peso, inaugurada no longínquo ano de 1880, associada ao valiosíssimo património do nosso Alto Alentejo.
Não conheço pessoalmente a estação que está à venda, mas após uma pequena pesquisa, fiquei a saber um pouco mais sobre a sua beleza arquitetónica, mais precisamente dos seus belos painéis de azulejos estampados nas suas paredes pintadas de cal, alusivos em grande parte ao concelho de Nisa, uma homenagem muito elegante, a esta gente da “terra bordada de encantos”, a uma terra que não teve caminhos-de-ferro, mas que tem outro património, e esse está lá representado nas paredes da estação de Vale do Peso.
Fiquei com o desejo de conhecer esta estação, ver os seus painéis, tal como outrora, talvez tenha reparado o Rei D. Luís I, quando por ela passou a caminho de Valência de Alcântara, em 1881, para a festa de inauguração desta mesma linha de caminho-de-ferro.
A Refer, proprietária da estação, pretende vende-la, não necessita mais deste imóvel, é um peso enorme para a sua administração, mas provavelmente não irá usufruir de valor pecuniário elevado que a satisfaça, portanto, o que se sugiro é que a Câmara do Crato e a Câmara de Nisa, entrem em contacto com a administração da Refer-Património e façam uma proposta, para ficar com o imóvel em regime de comodato durante um período, com opção de compra. Por exemplo a instalação de um polo cultural, porque não?
O curioso é que a mesma REFER, que em 2014, foi distinguida com o prestigiado prémio Brunel, um dos mais prestigiados prémios de arquitetura, engenharia e design ferroviário internacionais, pelo seu projeto de reabilitação dos painéis de azulejo da Estação de Porto – São Bento, seja a mesma que pretende vender uma estação, no interior do Alentejo profundo, com tão belas pinturas em azulejo.
Enfim, é o peso de uma estação, que deixou de ter vida…

JOSE LEANDRO LOPES SEMEDO

FOROS DO ARRÃO (Ponte de Sor): Torneio de Tiro ao Alvo


ALTER DO CHÃO: Gala da Tauromaquia 2015



domingo, 25 de janeiro de 2015

MARVÃO: 2º Festival Internacional de Música já tem datas marcadas

O FIMM 2015-Festival Internacional de Música de Marvão que promete “a magia da música clássica num cenário de sonho”, realiza-se este Verão de 24 Julho a 2 de Agosto.
Com esse objectivo, o presidente da Turismo do Alentejo e Ribatejo ERT, António Ceia da Silva, teve uma reunião de trabalho com Cláudia Vilax sobre a concretização deste importante evento cultural do Norte Alentejano.
Com Christoph Poppen como director artístico, este Festival Internacional de Música Clássica de Marvão pretende trazer músicos de nível mundial à mágica vila de Marvão. Anualmente, sempre no último fim-de-semana de Julho.
O evento apresenta uma série de concertos orquestrais e de câmara, nesta vila de caraterísticas únicas. Os destaques vão para um concerto ao pôr-do-sol dentro das muralhas do “ninho de águias” do castelo medieval Marvão, ou representações intimistas nas igrejas da vila.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

BTL 2015: Alentejo e Ribatejo promovem-se em Lisboa

A oferta turística do Alentejo e Ribatejo vai estar em grande destaque na Bolsa de Turismo de Lisboa que, na edição deste ano, tem este território como Destino Nacional Convidado.
De forma integrada e em parceria com as autarquias e os empresários das regiões, a Entidade Regional de Turismo vai promover a excelência do destino numa área de cerca de 1000 m2, ou seja no maior stand de sempre da BTL.
Situado no Pavilhão 1, o espaço vai ser dinamizado com inúmeras e distintas iniciativas promovidas pela E.R.T., municípios e agentes privados, como por exemplo provas e degustações de produtos endógenos, apresentações de serviços, ou manifestações culturais - mas também com reuniões, acções de divulgação e distribuição de guias e brochuras promocionais do Alentejo e do Ribatejo.
Um desfile de Cante Alentejano pelos Pavilhões da Bolsa de Turismo de Lisboa, o lançamento de campanhas de marketing ou a apresentação de guias e roteiros são outras das acções programadas pelo Destino Convidado que, ainda antes do início de BTL, promete surpreender e conquistar os habitantes e visitantes da capital com uma impactante acção de activação das marcas turísticas Alentejo e Ribatejo.

Marvão integra a Rede de Cidades e Vilas de Excelência

O Salão Nobre dos Paços do Concelho recebe, dia 24 de Janeiro, às 15h, a cerimónia de entrega da bandeira de adesão do Município de Marvão à Rede de Cidades e Vilas de Excelência. A integração de Marvão, nesta rede nacional, assenta nas vertentes de “Vila Acessível para Todos” e de “Vila Turística”, dois dos quatro pilares definidos no projeto “Cidades e Vilas de Excelência: Uma Rede de Trabalho para a Ação”.
A Rede de Cidades e Vilas de Excelência, coordenada pelo Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade, foi criada com o objetivo de partilhar experiências e soluções, que constituam excelentes exemplos de boas práticas urbanas para um desenvolvimento integrado, harmonioso e sustentável do território.
Marvão quer afirmar-se enquanto destino acessível e de excelência para viver, trabalhar ou visitar. A entrega deste galardão é o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo município, ao nível do desenvolvimento sustentável, harmonioso e integrado do seu território.
A excelência dos territórios projeta-os económica, social e culturalmente para níveis de otimização ímpares. Pertencer à Rede de Cidades e Vilas de Excelência é, assim, um passo decisivo para ampliar as possibilidades de desenvolvimento local.
Mais informação sobre a Rede de Cidades e Vilas de Excelência em:

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

ALPALHÃO (Nisa): Festejos em honra de S. Sebastião (Mártir Santo)

Festejos em honra de S. Sebastião no dia 25 de Janeiro em Alpalhão no Largo Detrás do Adro.

Organização a cargo do Grupo Ciclo Alpalhoense e MTA Centro de Alpalhão com o apoio da Freguesia de Alpalhão e Câmara Municipal de Nisa.

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

SOUSEL: Passeio Todo o Terreno dos Bombeiros Voluntários


"Sol" é o tema para o Carnaval de Cuba 2015 - Inscrições até 10 de fevereiro

“Nasce o Sol no Alentejo”. O verso serve de mote a muitas “modas” alentejanas e sublinha o tema escolhido para o Carnaval de Cuba em 2015: o Sol. O Sol que é o nosso ouro, das searas do trigo ao nosso calor suão das planícies da nossa paisagem.
A pouco mais de um mês do Carnaval, a Câmara Municipal de Cuba encontra-se agora a receber inscrições para o Corso Carnavalesco, que se realiza no dia 17 de fevereiro, pelas 15h00.
O evento, que constitui uma das apostas mais fortes do Município para a promoção turística do concelho e para a dinamização da economia local, percorrerá as principais artérias da vila e finaliza com um Baile de Máscaras.
O prazo para inscrições no Corso do Carnaval de Cuba termina a 10 de fevereiro. As respetivas fichas de inscrição, bem como o regulamento da iniciativa, estão disponíveis em www.cm-cuba.pt.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

NISA: Corta-Mato Escola Distrital no dia 2 Fevereiro

No âmbito do Desporto Escolar, vai a Escola Professor Mendes dos Remédios de Nisa, em parceria com a Coordenação Local do Alto Alentejo, organizar e realizar o Corta-Mato Escolar Distrital. Este evento será realizado no dia 2 de Fevereiro de 2015, entre as 9:00 e as 13:00 e irá contar com a presença de 23 escolas prevendo-se um total de cerca de 900 alunos / atletas participantes. O local escolhido para a realização do evento será a Zona de Atividades Económicas de Nisa (ZAE), mais concretamente, nos seus novos loteamentos.

MARVÃO: 2º Festival Internacional de Música já tem datas marcadas

O FIMM 2015-Festival Internacional de Música de Marvão que promete “a magia da música clássica num cenário de sonho”, realiza-se este Verão de 24 Julho a 2 de Agosto.
Ontem mesmo o presidente da Turismo do Alentejo e Ribatejo ERT, António Ceia da Silva, teve uma reunião de trabalho com Cláudia Vilax sobre a concretização deste importante evento cultural do Norte Alentejano.
Com Christoph Poppen como director artístico, este Festival Internacional de Música Clássica de Marvão pretende trazer músicos de nível mundial à mágica vila de Marvão. Anualmente, sempre no último fim-de-semana de Julho.
O evento apresenta uma série de concertos orquestrais e de câmara, nesta vila de caraterísticas únicas. Os destaques vão para um concerto ao pôr-do-sol dentro das muralhas do “ninho de águias” do castelo medieval Marvão, ou representações intimistas nas igrejas da vila.

domingo, 18 de janeiro de 2015

NISA: Abertas as inscrições para a XVI Rota do Contrabando 2015

As inscrições para a "XVI ROTA DO CONTRABANDO - RUTA DEL CONTRABANDO" já abriram. Chamamos a atenção para o facto de o número de inscrições ser limitado a 250 portugueses e 250 espanhóis, num total de 500 participantes.
A data limite para as inscrições em Portugal é o dia 15 de Março de 2015.
Aceda às Fichas de Inscrição em INSCRIÇÕES.
DATA LIMITE DE INSCRIÇÕES
ESPANHA - 13 de Março (ou 250 Caminheiros)
PORTUGAL - 15 de Março (ou 250 Caminheiros)
INSTRUÇÕES
Vá ao site da Inijovem em http://inijovem.blogspot.pt  » Seleccione a Ficha que pretende descarregar;
A Ficha abrirá numa nova janela;
Imprima a Ficha, preencha e envie para:
Por e-mail: inijovem@gmail.com
Por carta: Inijovem - R. Marechal Gomes da Costa, Apartado 66 - 6050-999 NISA
Por Fax: 245 413 671

sábado, 17 de janeiro de 2015

Desenhos no Libération em homenagem às vítimas do terrorismo em Paris







O jornal francês "Libération" publicou uma série de cartoons em homenagem às vítimas do terrorismo na redação do Charlie Hebdo. São alguns desses cartoons, intitulados "dessins pour Charlie" que aqui deixamos.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

OVIBEJA: Homenagem ao Cante Alentejano na 32ª edição do certame

A 32ª edição da Ovibeja, que se realiza de 29 de Abril a 3 de Maio de 2015, tem em marcha várias novidades.
Em homenagem ao Cante Alentejano, ou canto da terra, a 32ª edição da Ovibeja vai mostrar, promover e valorizar a genuinidade e a identidade rural através de um muito grande e plural encontro do cante(o), com “todo o Alentejo deste mundo”. A Ovibeja é um evento com raízes no campo e, por isso, assume-se como uma oportunidade única para mostrar e potenciar a diversidade, a espontaneidade, a geografia dos diferentes cantes. É um espaço privilegiado para ponto de encontro de todos os alentejanos de alma e de coração independentemente da sua área de residência dentro do nosso país ou nos quatro cantos do mundo onde se canta Alentejo.
O Cante vai ser um dos temas centrais da Ovibeja através de uma exposição interactiva, de palestras e colóquios sobre a origem e a importância do canto coral, da sua expressão antropológica e sociológica, da actuação de grupos corais alentejanos existentes em todo o País e nos diversos países onde há grupos organizados e activos, além das mais variadas manifestações culturais associadas ao cante. A organização da Ovibeja está ainda a reformular um espaço físico na feira, como um dos locais onde vai acontecer a festa do cante, no qual se pretende manter a rusticidade e o ambiente o mais natural e próximo possível da realidade natural do cante.
Para que a festa do cante seja o mais abrangente e ampla possível, a organização da Ovibeja convida todos os intervenientes do cante, com especial destaque para os grupos corais alentejanos, a juntarem-se à homenagem ao canto da terra, numa grande iniciativa que pretende mostrar ao mundo a expressão do ser e cantar alentejano.
A Ovibeja é a festa do campo na cidade. Organizada pela ACOS – Associação de Agricultores do Sul, a sua 32ª edição acontece em Beja de 29 de Abril a 3 de Maio.

MARVÃO: Exposições de pintura e trabalhos da APPACDM


Até ao dia 7 de Fevereiro pode apreciar, em Marvão, duas exposições de pintura, resultado de trabalhos elaborados pelos clientes dos Centros de Actividades Ocupacionais da APPACDM (Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental), de Santo António das Areias e Portalegre.

A exposição "Tempestade de Cores" encontra-se patente no Posto de Turismo, de segunda-feira a domingo (10h/17h). Já na Casa da Cultura pode apreciar "A Cor d'Arte", de segunda-feira a domingo, também entre as 10h e as 17h.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

PORTALEGRE: Dia 17 Acontece com o coleccionador Rui Sequeira


 No seguimento da Conversa no Museu de dia 17 de Novembro de 2013, a sessão «Como se forma uma colecção? A arte de coleccionar» dirigida pela Dra. Adelaide Duarte, iremos procurar encontrar algumas respostas às questões que se nos colocam perante a Colecção Sequeira. Quem foi Rui Sequeira? Quais as suas motivações para coleccionar? O que coleccionou? Porque e como coleccionou? Como se formou a Colecção Sequeira, actualmente em exposição permanente no Núcleo da Igreja do Convento de São Francisco? Participam nesta conversa familiares e amigos que conviveram de perto com o coleccionador e que, de forma informal, aceitaram falar das suas proximidades e vivências com Rui Sequeira.
Desta forma, convidamo-lo a tomar parte no programa do próximo dia 17 de Janeiro, Sábado, pelas 15h00 no Núcleo da Igreja do Convento de São Francisco.
O DIA 17 ACONTECE é um programa proposto pela Fundação Robinson, numa lógica de iniciativas de cultura em continuidade que se repetem a cada dia 17, procurando associar um dia do mês a uma programação mensalmente pensada para o Espaço Robinson fomentando a aproximação da comunidade de Portalegre ao projecto de reabilitação e preservação patrimonial em curso.

Contamos com a sua presença, marque o DIA 17 na sua agenda!

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

MONFORTE: Paulo Caetano, 35 anos na senda do triunfo.

Não só no campo tauromáquico, enquanto cavaleiro, mas também enquanto monitor de equitação, certificado,  como  ganadero, criador de cavalos , pai e dedicado esposo, Paulo Jorge Padrão Caetano, é um triunfador nato. No campo tauromáquico, cedo se afirmou entre os melhores, triunfo após triunfo, com respeito máximo pelo público,  Caetano ,comemora nesta ano 35 anos de alternativa .
Remonta ao ano de 1980, decorria o dia 15 de junho, quando perante uma casa esgotada na Monumental Celestino Graça, em Santarém, com um público exigente e perante milhares de olhos dos telespetadores, através das camaras da televisão, corrida TV, que, Paulo Caetano, recebeu o doutoramento das mãos de D. José João Zoio, perante o testemunho de Manuel Jorge de Oliveira, frente a toiros Palha e forcados de Santarém e Montemor-o-Novo.
Neste ano de data marcante, a comissão executiva, constituída por Marco António Gomes, Sérgio Faia Batista e António José Batista, está já a trabalhar num projeto de comemoração que conta com alguns eventos que em breve trecho será do conhecimento geral.
Entretanto a Comissão de Honra, está quase concluída, fazendo parte, cavaleiros, figuras públicas, e outros nomes sonantes do mundo tauromáquico e não só.

Para já várias pessoas  tem manifestado muita vontade em se  associar as comemorações, revelando assim o muito carinho que o público granjeia pelo toureiro que “voltou costas ao mar” para se radicar em Monforte.

IV Corta-Mato do Grupo Desportivo Diana juntou em Évora centenas de atletas


Decorreu recentemente o IV Corta-Mato do Grupo Desportivo Diana nos terrenos do Hipódromo de Évora. A prova foi organizada pela Secção de Atletismo, com o apoio da Câmara Municipal de Évora, União das Juntas de Freguesia da Malagueira e Horta das Figueiras, Associação de Atletismo de Évora, Tyco Electronic, Delta Cafés e Bombeiros Voluntários de Évora. A vice-presidente da Câmara Municipal de Évora, Élia Mira, e o Presidente da U.F Malagueira/Horta das Figueiras, José Russo, estiveram no local a assistir à prova.
Esta competição, que englobou desde os Benjamins aos Masters, contou com o número recorde de inscritos de 273 atletas, em representação de 17 clubes, oriundos dos distritos de Évora, Beja, Portalegre, Setúbal e Lisboa. A prova decorreu de forma bastante animada, com o horário a ser integralmente cumprido, numa disputa constante, entre os mais de 200 participantes em todas as categorias.
Nesta edição realizou-se pela primeira vez uma prova aberta de Cross Run que - embora não tendo tido uma grande participação - deixou boas perspectivas quanto ao futuro.
As provas principais tiveram como vencedores dois atletas do clube organizador, Raquel Cabaço e José Júnior, que lograram na meta uma vantagem de 21 e 11 segundos, respectivamente, sobre os segundos classificados.
Resultados:
Benjamins A (500M)
(F) 1ª Carolina Pingueiro – CE Natação 2’,04’’ (M) 1º Miguel Piteira – G D Diana 2’,08’’
Benjamins B (1000m)
(F) 1ª Miriam Rosa – ETS. António 4’,19’’ (M) 1º Miguel Massuça – CBI Alverca 4’,03’’
Infantis (1500M)
(F) 1ª Raquel Conceição – CE Natação 5’,52’’ (M) 1º Pedro Bilro – G D Diana 5’,45’’
Iniciados (2000M)
(F) 1ª Margarida Raimundo – CE Natação 7’,36’’ (M) 1º João Alegria – ETS. António 7’,15’’
Juvenis (4000M) (F) 1ª Rita Ribeiro -V F C Setúbal (M) 1ºMiguel Baltazar - Individual 14’,24’’
Juniores Femininas (4000M) 1ª. – Rafaela Mendes – G D Pavia
Juniores Masculinos (6000M) 1º Filipe Fialho – G D Diana 20’,07’’
Masters 40 – (M) (6000M) António Sequeira – GDC Picada 21’,49’’
Masters 50 (M) (6000M) Paulo Sobral - G D Diana 22’,18’’
Cros Run (5,500M) – (F) – 1ª Alexandra Jorg- Individual – 26’,27’’
Cross Run (5,500M) – (M) – 1º César Machado – Individual – 21’,52’’
Prova Principal (F) 4000M - 1ª Raquel Cabaço - GD Diana 15’,28’’ / 2ª Rita Ribeiro V F C Setúbal 15’,49’’ / 3ª Carina Rodrigues - GD Diana – 16’,24’’.
Prova Principal (M) 6000M
1º José Júnior 19’,55’’ / 2º João André 20’,06’’ / 3º Filipe Fialho 20’,07’’ todos do G D Diana.  

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

VILA VELHA DE RODÃO: Oficina de Renda de Bilros

Data: 28 de Janeiro – 17h00
Local: Biblioteca Municipal José Baptista Martins – Vila Velha de Rodão

Inscrições até dia 9, na Biblioteca Municipal José Baptista Martins

TOLOSA (Nisa): VI Passeio TT Jipes

 PROGRAMA
08h00 - Concentração / Pequeno Almoço
09h00 - Inicio do Passeio
12h00 - Reforço Alimentar
13h00 - Chegada a Tolosa e Almoço
Inscrição - 20 TT´S
Crianças dos 9 aos 12 anos - 10 TT´S
Crianças até aos 8 anos - GRÁTIS
Inscrição no dia - AGRAVAMENTO DE 5TT´S
NOTA : Faça a sua pré inscrição através de sms ou por email até ao dia 15 de Janeiro com o seu nome e localidade.
Contactos - 932 053 322

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Nisa acolhe os Campeonatos do Alentejo de Corta Mato e o Campeonato Distrital de Desporto Escolar

Na sequência do 1.º Corta-Mato do Sporting Clube de Nisa, realizado a 01-02-2014, e onde foram disputados os títulos distritais da especialidade, face à excelente organização considerada pela Associação de Atletismo de Portalegre e demais entidades intervenientes, foi-nos lançado o repto para a realização de duas provas de patamares de exigência superior, os “XVIII CAMPEONATOS DO ALENTEJO DE CORTA-MATO 2015” e o “CAMPEONATO DISTRITAL DE DESPORTO ESCOLAR 2015”, a realizar no dia 31-01-2015 e 02-02-2015, respectivamente.
A primeira destas provas envolverá cerca de 300 atletas oriundos dos mais diversificados clubes de atletismo dos Distritos de Portalegre, Évora e Beja. A segunda prova contará com a presença de cerca de 700 crianças/jovens, de todos os Agrupamentos Escolares, do Distrito de Portalegre.
Deste modo, certos de que o destaque que poderão fazer aos eventos a realizar por nós os engrandecerão, contamos com a vossa colaboração na divulgação dos mesmos.