segunda-feira, 31 de agosto de 2015

NISA: Apresentação de livro de Francisco Ceia


HUMOR EM TEMPO DE CÓLERA

A campanha
Cartoon de Henrique Monteiro in http://henricartoon.blogs.sapo.pt

MONFORTE: Abertura do ano lectivo na Universidade Sénior


ELVAS: Cartaz de espectáculos da Feira de S. Mateus



O ALENTEJO É UM JARDIM

Portalegre - Foto antiga da Praça da República (Côrro)

Cancelada comemoração do aniversário dos Dadores de Sangue de Portalegre

Na manhã de 31 de Agosto deu-se uma súbita e marcada agudização do estado de saúde do Presidente da Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Portalegre – ADBSP. Devido à debilidade que apresenta teve mesmo de ser hospitalizado.
Em face desta terrível realidade: os Órgãos Sociais da Associação reuniram de emergência, até por que se aproxima o assinalar de mais um aniversário.
Sendo António Joaquim Eustáquio o grande obreiro da ADBSP e o seu actual Presidente: os presentes consideram não estar reunidas, de modo algum, os requisitos e as condições para a realização das actividades agendadas para 05 de Setembro.
Como tal informa-se que foi cancelada a comemoração das Bodas de Prata, previstas para este sábado. Apenas se manterá a celebração da Missa de Acção de Graças e em memória dos Dadores que já nos deixaram. Terá lugar pelas 10.00 horas, de 05 de Setembro, na Capela do Hospital de Portalegre.
É pois com mágoa e apreensão que a ADBSP toma esta decisão, ao mesmo tempo que deixa um forte voto de melhoras ao sempre querido Presidente Eustáquio.

sábado, 29 de agosto de 2015

NORTE ALENTEJANO: Comemorações do 3º Dia Nacional das Bandas Filarmónicas


Nomes das Bandas:
- ASSOCIAÇÃO DE RECREIO MUSICAL 1º. DE DEZEMBRO DE CAMPO MAIOR;
- BANDA MUNICIPAL ALTERENSE E BANDA JUVENIL;
- BANDA 14 DE JANEIRO - ELVAS
- BANDA UNIÃO ARTÍSTICA DE CASTELO DE VIDE;
- FILARMÓNICA DO CRATO;
- SOCIEDADE MUSICAL NISENSE;
- SOCIEDADE RECREATIVA MUSICAL ALEGRETENSE;

- SOCIEDADE RECREATIVA E MUSICAL DE PÓVOA E MEADAS

PORTALEGRE: Feira das Cebolas


sexta-feira, 28 de agosto de 2015

S. JULIÃO (Portalegre): Festas em honra da Senhora dos Remédios


II Trail Running Vila de Nisa no dia 8 de Novembro

II TRAIL RUNNING VILA DE NISA
8.NOVEMBRO.2015
Mais informações:
http://trailviladenisa.blogspot.pt/
Trail Longo 30KM | Trail Curto 15KM | Caminhada

INSCRIÇÕES ABERTAS

AGUIAR (Viana do Alentejo): IV Almoço dos Ganhões e Caminhada


Como todos os anos acontece, os nossos compadres do Grupo Cultural e Desportivo de Aguiar vão fazer o seu Almoço dos Ganhões. Como este evento atrai também muitos visitantes, há várias actividades complementares, entre as quais uma caminhada nos arredores de Aguiar.
Os guias locais Projeto Alcáçovas Outdoor Trails são os organizadores desta caminhada matinal, para abrir o apetite. 
05SET15- Sábado
Ponto de encontro: Largo Central de Aguiar
09H00- Entrega das Panelas ( só para quem é da zona)
09H15- Caminhada circular com cerca de 12 Kms de extensão, nos arredores de Aguiar.
09H30- Começo da caminhada.
13H00- Almoço convívio.
O Almoço consiste num típico repasto elaborado em panela de barro, em lume de chão, tal como era no tempo dos Ganhões, em total convívio com a população local.
A caminhada é gratuita, apenas se paga a participação no almoço-convívio.
Preço por participante: 8 Euros. ( E as bebidas são pagas á parte)
Para participar no almoço, é obrigatória a inscrição para o mesmo...
Para participar apenas na caminhada, não é necessária inscrição...
Aguiar está situada a apenas 22 Kms de Évora e 7 Kms de Viana do Alentejo.
Recomenda-se: Chapéu, Óculos de Sol, Protector Solar, Roupa confortável, Botas de caminhada e o necessário suprimento de água na medida de cada um, muda de roupa e calçado para o fim.
Tenham em atenção as condições atmosféricas á data da actividade, tendo especial cuidado com o Sol e Calor.
Nota: A actividade é gratuita e não tem seguro. Cada um caminha por sua conta e risco...
Inscrições Diretas para o almoço: 967639560 ( José Luis Rocha)- Grupo Cultural e Desportivo de Aguiar.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

NISA: Francisco Ceia apresenta o livro “Terra da Paciência” e interpreta canções suas

O Auditório da  Biblioteca Municipal de Nisa acolhe, no  dia 5 de Setembro, sábado, às 11H30,  a apresentação do  romance de Francisco Ceia “Terra da Paciência”.
Natural de Portalegre, Francisco Ceia inicia, em 1976, a sua carreira no teatro, primeiro como ator no CENDREV, em Évora, e depois como encenador e ator no Teatro do Semeador, companhia que funda em 1980, em Portalegre. A par do teatro, dedica-se à música, compondo, interpretando e apresentando espetáculos no país e no estrangeiro. Colabora ainda em vários programas da RTP como ator e músico, destacando-se a sua participação na série "A Casa do Mocho Sábio". A partir dos anos 80, dedica-se sobretudo à música, com participações no Festival Internacional “Womad” e no Festival RTP da Canção, tendo editado 14 trabalhos discográficos.
No plano literário, Francisco Ceia publicou em 2012 “Jogo de Janelas” e edita agora “Terra da Paciência” com o mesmo propósito de agitar e despertar consciências através da palavra e da leitura, embora com uma forma estilística bem diferente. A partir da observação atenta da humanidade e da realidade circundante, o autor extrai retratos que interpelam o leitor e o convidam à reflexão crítica da história social de ontem e de hoje.
Francisco Ceia refere que este livro é para ser interpretado através dos diferentes olhares e vivências de cada leitor. “O livro pretende mexer com as pessoas, contar-lhes histórias que despertem um espírito interventivo e as afaste de uma atitude conformista em relação às coisas. Vivemos numa sociedade em que, muitas vezes, andam a tratar-nos como imbecis e é importante que não nos deixemos resignar e tratar dessa maneira”. A mensagem está aliás subjacente no título “ Terra da paciência” que, de acordo com o autor, acaba por ser uma metáfora daquilo que é, ou deve ser, a postura do ser humano que “deve ter capacidade e paciência para resistir quando confrontado com as diversas adversidades que se apresentam ao longo da vida”.
À semelhança de “ Jogo de Janelas ”, Raul Ladeira foi o responsável pelo design da capa, que nos remete para figuras bíblicas de pantomina, medievais tentações, marionetas alentejanas e terras de paciência sobre fundo negro.

Durante a apresentação, Francisco Ceia interpretará algumas das canções de que é compositor e intérprete.
CMNisa

ALTER DO CHÃO: III Concurso de fotografia "Andar por Alter"


USNA repudia atitude de retaliação do presidente da Câmara do Crato

A União dos Sindicatos do Norte Alentejano (USNA) repudia a atitude de retaliação do Sr. Presidente da Câmara do Crato face ao justo processo de luta levada a cabo pelos professores e seu sindicato de classe, o Sindicato dos Professores da Zona Sul (SPZS), contra a Municipalização da Educação.
Os trabalhadores da escola EB/JI Professora Ana Maria Ferreira Gordo do Crato foram os únicos trabalhadores desta autarquia que não foram pagos esta segunda-feira mas não estão sozinhos! O Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Sul e Regiões Autónomas (STFPSSRA) bem como o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) rapidamente se dirigiram à escola prestando a sua solidariedade e encetando os meios jurídicos necessários para que a situação se resolva o mais rapidamente possível. Estes trabalhadores, como já afirmaram o STFPSSRA e o STAL, estão afectos à autarquia desde 2009 e nada têm a ver com a justa providencia cautelar intreposta pelo SPZS que suspende o processo de Municipalização da Educação! O não pagamento dos seus vencimentos não tem a menor base legal, é crime, e foi a única forma de retaliação encontrada pelo Sr. Presidente da Câmara do Crato contra a luta que vem sendo desenvolvida pelos trabalhadores e seu movimento sindical de classe, a CGTP-IN.
A USNA quer mais uma vez reafirmar a necessidade de travar o processo de municipalização da educação que está em curso sem que nenhuma das partes envolvidas fosse ouvida excepto os que estão já comprometidos com a politica de destruição do estado social. A municipalização da educação significará mais professores sem colocação, menos funcionários a apoiarem as actividades lectivas, a concentração dos alunos em centros escolares, em turmas sobrelotadas e consequente encerramento de escolas um pouco por todo o país mas sobretudo nas aldeias do interior, a determinação de um currículo mais pobre, na prática mais um passo rumo à efectivação de um país a várias velocidades.
Só a luta dos trabalhadores e das populações pode travar esta e outras ofensivas de destruição do que foi construído com a revolução de Abril!

A Comissão Executiva da USNA/cgtp-in

ASSUMAR (Monforte): Festas em honra da Senhora dos Milagres


Festas de Barrancos mantêm tradição de touros de morte

Três toureiros portugueses e dois espanhóis vão lidar os touros das touradas de morte das Festas de Barrancos deste ano, que começam na sexta-feira para cumprir uma tradição legalizada há 13 anos, numa situação de excepção.
A "Fêra de Barrancos", popularizada devido aos touros de morte e que é uma mistura de celebrações religiosas e divertimentos pagãos, uma festa em honra de Nossa Senhora da Conceição, a padroeira desta vila raiana do distrito de Beja, no Alentejo, decorrerá naquela vila alentejana até segunda-feira.
O início das festas, uma iniciativa da Comissão de Festas de Barrancos, é dado pelas 08:00 de sexta-feira, feriado municipal, com a tradicional alvorada, pela Banda Filarmónica Fim de Século de Barrancos, seguindo-se as celebrações religiosas, uma missa, pelas 11:00, e uma procissão, pelas 18:00.
As touradas de morte, o momento alto do programa das festas, e as únicas legais em Portugal, graças a um regime de excepção aprovado em 2002, começam no sábado.
Após as celebrações religiosas do primeiro dia, os divertimentos pagãos vão dominar os restantes três dias das festas, que começam sempre às 08:00 com os tradicionais "encerros", através dos quais os touros a lidar nas touradas de morte serão conduzidos até aos curros da praça de touros.
"Entre sábado e segunda-feira, a partir das 18:00, as touradas de morte, "abrilhantadas" pela Banda Filarmónica Fim de Século, prometem encher a "mítica" arena de Barrancos, a improvisada praça de touros, que, anualmente, por ocasião das festas, é construída na Praça da Liberdade, no centro da vila, refere a nota de imprensa.
No sábado, o toureiro espanhol Iván Abásolo Calvo e o português Paco Velasquez vão lidar os dois touros de morte da corrida inaugural.
No domingo, os toureiros portugueses Nuno Casquinha e João Augusto Moura lidarão os dois touros de morte da segunda corrida.
Na terceira e última corrida, na segunda-feira, o toureiro espanhol Cristian Cananon lidará o quinto e último touro de morte da "fêra" de Barrancos deste ano.
Como "manda" a tradição, a última tourada termina com a lide de uma vaca pelos espectadores e aficionados mais atrevidos e aventureiros e que é morta na arena no meio de uma roda de pessoas.
O "cachondeo" da "Fêra de Barrancos" prolonga-se pelas noites fora com espetáculos musicais de grupos e artistas portugueses e espanhóis, sempre a partir das 22:00, na Praça da Liberdade, seguidos de bailes, a partir das 00:00, no Quintalão de Festas.
Grupo Coral Feminino Vozes de Barrancos, Escuela de Baile de Barrancos, Rumbo Flamenco e Zapatito de Tacón (sexta-feira), Pringá, Alma Raiana e Val de Reales (sábado), 300 and Friends (domingo) e Roberto Carlos (segunda-feira) são os artistas e grupos que animarão a Praça da Liberdade.
As orquestras La Costa (sexta-feira e sábado) e Deley (domingo e segunda-feira) vão animar os bailes no Quintalão de Festas.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

COMENDA (Gavião): Festas da Senhora das Necessidades


PONTE DE SOR: Campeonato regional - Primeiras Pagaiadas

Dia 30 de agosto, último domingo deste mês. Aproveite a manhã deste dia e passe pela Zona Ribeirinha de Ponte de Sor, onde pode assistir ao Campeonato Regional PRIMEIRAS PAGAIADAS. São provas de canoagem para os mais pequenos divididos nas categorias de menores, iniciados, infantis e cadetes.

MONTEMOR-O-NOVO: Feira da Luz e Expomor 2015

Programa | FEIRA DA LUZ/EXPOMOR 2015

DIA 2 – 4ª FEIRA
14h30 – Colóquio “A cultura da Figueira-da-India”, - Sala de conferências da Apormor - Org: Coprapec
17h00 – Colóquio “Controlo do IBR e BVD – Bovicare, Uma Nova Realidade” - Sala de conferências da Apormor - Org: Coprapec
21h00 – Abertura Oficial da Feira da Luz - Recinto da Feira
21h00 – Abertura do Espaço Artesanato - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
21h30 – Animação com Insufláveis - Recinto da Feira
21h30 – Espaço Aventura - Recinto da Feira
22h00 – Espetáculo musical com Pedro Abrunhosa & Comité Caviar - Palco Principal
22h30 – Porto de Honra com Escola de Música Ensemble Montemor - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
23h30    - Concerto com Moenga Blues -  Palco 2
DIA 3 – 5ª FEIRA    
10h00 – Abertura do Espaço Artesanato -Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
11h00 – II Concurso Morfológico Nacional de ovinos da raça Merina Precoce - Parque de Leilões e Exposições em Montemor-o-Novo  - Org.: Associação Portuguesa de Criadores de Ovinos da Raça Merina Precoce
11h00 – Colóquio “Gestão da água num prado permanente de regadio”, - Sala de conferências da Apormor
Org.: APORMOR
11h00 – Construção de gaiolas em cana - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
11h00 – Animação com Insufláveis - Recinto da Feira
16h00 – Espaço Aventura - Recinto da Feira
16h00/19h00 – Construção de esteiras em atabua - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
8h30 – “Falar na Desportiva” -  “A corrida no dia-a-dia e suplementos no desporto” - Pavilhão de Exposições - Org: CMMN
19h30 – Run Castle - Training Camp e Aula de Grupo - Recinto da Feira - Org.: Atlético Clube Montemor/Cazulo Designers - Apoio: CMMN
21h30 – Espetáculo musical com TerraKota - Palco Principal
23h30- Concerto com The Groove e Pura Mob Keys - Palco 2
23h30 - Largada - Junto ao Parque Desportivo - Org.: Bombeiros Voluntários de Montemor
DIA 4 – 6ª FEIRA   
09h00 – IX Concurso de Alfeires e eleição do Melhor Criador – Secção Suínos - Parque de Leilões e Exposições em Montemor-o-Novo - Org.: APORMOR
10h00 – Abertura do Espaço Artesanato - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
10h30 – IX Conversas de Montanheira - Sala de conferências da Apormor - Org.: ANCPA
11h00 – Animação com Insufláveis - Recinto da Feira
11h00/18h00 – Ao Encontro das mãos dos nossos artesãos - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
16h00 – Espaço Aventura - Recinto da Feira
16h00 – Colóquio “Apresentação / Situação Atual da Raça Charolesa” - Sala de conferências da Apormor
Org.: ACBRC
17h00 - XII Concurso Morfológico de jovens da Raça Charolesa - Parque de Leilões e Exposições em Montemor-o-Novo - Org.: ACBRC
18h30 – “Falar na Desportiva -  “Gestão da carreira desportiva” - Pavilhão de Exposições - Org: CMMN
19h30 – Run Castle - Training Camp e Aula de Grupo - Recinto da Feira - Org.: Atlético Clube Montemor/Cazulo Designers - Apoio: CMMN
20h00 – Mat-Música à Paisana/Sociedade Carlista - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
21h00 – Oficina de Olaria - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
21h00 – Passeio Noturno de BTT - Concentração junto à Feira - Org.: Grupo de Cicloturismo de Montemor-o-Novo - Apoio:CMMN
21h30 – Espetáculo de Fado com Ricardo Ribeiro - Palco Principal
23h30    - Concerto com Peña Kalimotxo - Palco 2
23h30 - Largada - Junto ao Parque Desportivo - Org.: Bombeiros Voluntários de Montemor
23h30    - “Los Patrones” – espetáculo taurino e motas - Junto ao Parque Desportivo - Org.: Apokalypse Afición/Bombeiros Voluntários de Montemor
DIA 5 – SÁBADO
09h00 – Abertura do Espaço Artesanato - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
09h00 – XI Passeio a cavalo (programa próprio na Apormor) - Org.: APORMOR
10h00 – XVII Concurso de Mel de Montemor-o-Novo - Sede da Montemormel (Praça Cândido dos Reis)
Org.: Montemormel
10h00 - Hipismo – XVIII Concurso de Saltos Nacional C - “Grande Prémio em Homenagem Nacional, póstuma, ao Cavaleiro Olímpico Montemorense, Manuel Malta da Costa” - Recinto Hípico - Org. C.M.M.N. - Apoio: Centro Hípico D. Duarte
10h30 – II concurso Nacional de jovens reprodutores Ile-de-France - III concurso geral de jovens reprodutores ovinos P3 - Parque de Leilões e Exposições em Montemor-o-Novo - Org.: APORMOR
11h00 – Animação com Insufláveis - Recinto da Feira
11h00/18h00 – Ao Encontro das mãos dos nossos artesãos - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
15h00 – Colóquio sobre Apicultura e entrega de prémios do XVII Concurso de Mel - Auditório da União de Freguesias de Vila, Bispo e Silveiras (Lg. Banha de Andrade) - Org.:Montemormel
16h00 – Espaço Aventura - Recinto da Feira
16h00 – Torneio de Malha - Recinto da Feira - Org.: Associação dos Caçadores e Pescadores de S. Cristovão - Apoio: CMMN
17h00 – Novilhada – Espora d Prata e Forcado de Prata. Cavaleiros: Verónica Cabaço, Parreirita  Cigano, Cláudia Almeida, Francisco Parreira. Forcados Amadores de Montemor e Évora. 4 novilhos Jorge Mendes. Abrilhantada pela Sociedade Carlista -Reservas: 969 924 734 -  Org.: Montemor É Praça Cheia
18h30 – “Falar na Desportiva” -  “O papel dos pais na formação desportiva” - Pavilhão de Exposições Org: CMMN
19h00 – IV Leilão Subvencionado de Reprodutores da Raça Charolesa e Limousine - Parque de Leilões e Exposições em Montemor-o-Novo - Org.: APORMOR
21h00 – Animação com grupo de Bombos Tradicionais da Ensemble Montemor -  Tradibombos/Ecos de Monfurado - Recinto da Feira
21h00 – Oficina de Olaria - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
21h30 – Noite de Folclore c/ Rancho Folclórico do Ciborro, Rancho Folclórico de Vale da Pinta (Cartaxo), Rancho Folclórico do Azinhal (Castro Marim) e Rancho Folclórico de Rio de Moinhos (Penafiel). - Palco Principal
23h30 - Largada - Junto ao Parque Desportivo - Org.: Bombeiros Voluntários de Montemor
24h00 – Espetáculo musical com Frankie Chavez - Palco 2
DIA 6 – DOMINGO
09h00 – 22º Passeio de Cicloturismo - Concentração: Piscinas Recreativas Municipais - Org. Grupo de Cicloturismo de Montemor-o-Novo - Apoio: CMMN
10h00 – Abertura do Espaço Artesanato - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
10h00 – Hipismo – XVIII Concurso de Saltos Nacional C - Recinto Hípico - Org. C.M.M.N. Apoio: Centro Hípico D. Duarte
11h00 – Oficina de Bijuteria Contemporânea - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
11h00 – Animação com Insufláveis - Recinto da Feira
16h00 – Espaço Aventura - Recinto da Feira
17h00 – Corrida de Touros. Cavaleiros: Rui Fernandes, Manuel Telles Bastos e João Moura JR.         Forcados Amadores de Montemor. 6 toiros Silva Herculano. - Abrilhantada pela Banda de Alcochete.
Org.: Montemor É Praça Cheia
18h00/20h00 – Oficina de Olaria - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
20h00 – Escola de Acordeãos Ensemble Montemor - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
21h30 – “DUNAS BANDAS” Espetáculo musical com GNR & Banda da Carlista - Palco Principal
23h30 - Concerto com Capicua - Palco 2
23h30 - Largada - Junto ao Parque Desportivo - Org.: Bombeiros Voluntários de Montemor
DIA 7 – SEGUNDA
10h00 – Abertura do Espaço Artesanato - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
10h00 – Torneio de Boccia -  Pavilhão Gimnodesportivo - Org.: Comunidade Sócio Terapêutica Casa João Cidade
11h00 – Animação com Insufláveis - Recinto da Feira
15h30 – Festival de Natação - Piscinas Recreativas Municipais - Org. C.M.M.N.
16h00 – Espaço Aventura - Recinto da Feira
16h00 – Ao Encontro das mãos dos nossos artesãos - Espaço Artesanato - Org.: Associação A Ciranda
18h30 – Run Castle -2ª Corrida de Obstáculos - Recinto da Feira - Org.: Atlético Clube Montemor/Cazulo Designers - Apoio: CMMN
19h30 – Run Castle - Aula de Grupo - Recinto da Feira - Org.: Atlético Clube Montemor/Cazulo Designers
Apoio: CMMN
22h00 – Concerto com Carlão - Palco Principal
24h00 – Fogo de Artifício *
* (Por razões de segurança a realização deste evento está dependente das condições  
                          Climatéricas)
Outras atividades
Pavilhão de Exposições
Exposição “100 anos de desporto em Montemor-o-Novo”
Espaço do Centro de Animação Sócio-Educativo
-Exposição “Viver o Montado”, trabalhos desenvolvidos com as escolas e jardins-de-infância do concelho
- Brincafeira, espaço de Atividades Recreativas, Animação, Pintura, Jogos Tradicionais e Espelhos Mágicos.
Recinto da Feira
- Animação de Rua “Os Bonecos vão à Feira”
- Feira do Livro
- Espaço Artesanato - Informações: ciranda.montemornovo@gmail.com / 968 586 772
Espaço Inovação | Programação (horários a definir)
3 de setembro – Empreender: Ideias e Negócios
4 de setembro – Speeding Date: Encontros empresariais e transferência de conhecimento
7 de setembro – Pitch Market (informação sobre ofertas de emprego e inovação nas empresas)
Org.: NERE - Núcleo Empresarial da Região de Évora
Comboios Turísticos e Autocarro Panorâmico para o Parque de Exposições
Horário dos Comboios e do Autocarro
Dia 2 de setembro – das 20,00h à 00,30h
Dias 3, 4, 5, 6 e 7 de setembro
Das 10,00h às 12,30h, das 14,00h às 18,30h e das 20,00h à 00,30h

Periodicidade: de 25 em 25 minutos

COMENDA: Lançamento de livro de Jorge Branco


NISA: Exposição de Pintura em Acrílico de Maria José Rita


Festa de Nossa Senhora da Esperança na Ribeira de Nisa


Monforte dinamiza actividades desportivas


PONTE DE SOR: Festival Nacional de Folclore

O Rancho do Sor organiza, no sábado, 29 de agosto, às 21:30 h, no Anfiteatro da Zona Ribeirinha de Ponte de Sor, o seu tradicional Festival de Folclore. Participam para além do grupo anfitrião: o Grupo Folclórico Juventude Santa Maria de Pindelo – Oliveira de Azeméis, o Rancho Folclórico de Serpins – Lousã, o Rancho Folclórico de Vila Nova da Rainha – Azambuja e o Grupo Recreativo e Rancho Folclórico de Cabeção – Mora.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

ALANDROAL: Festival da Juventude


MONTEMOR-O-NOVO: Hipismo no programa da Feira da Luz

Divulgamos mais uma iniciativa do programa da Feira da Luz/Expomor 2015. Trata-se do Hipismo, com a realização do Concurso de Saltos Nacional C, que inclui o "Grande Prémio em Homenagem Nacional, Póstuma, ao Cavaleiro Olímpico Montemorense, Manuel Malta da Costa".

ESTREMOZ: A Filarmónica Luzitana, a mais antiga do país, completa 175 anos

A filarmónica Luzitana, de Estremoz, a mais antiga banda do país em atividade, ininterrupta, interrupção, e que já foi "Real", faz hoje 175 anos, continuando a apostar nos jovens para garantir a sua continuidade.
O ponto alto das comemorações dos 175 anos da Sociedade Filarmónica Luzitana, fundada a 25 de agosto de 1840, decorre no sábado, com uma sessão solene e um concerto, pelas 16:30, no Teatro Bernardim Ribeiro, em Estremoz, distrito de Évora.
O programa de sábado inclui, ainda, a inauguração de uma exposição sobre a actividade da filarmónica, também no Teatro Bernardim Ribeiro, que pode ser visitada até ao dia 31 de Outubro.
Hoje, para assinalar o aniversário, a filarmónica promove uma missa, pelas 18:00, decorrendo depois uma arruada pela cidade.
O presidente da direcção da Luzitana, Paulo Soeiro, disse hoje à agência Lusa que "a formação é a principal aposta da filarmónica", através do ensino da música, para "garantir a continuidade da banda".
Paulo Soeiro disse ainda que a escola conta actualmente com uma dezena de jovens aprendizes, que recebem lições gratuitas, acrescentando que "não tem havido dificuldades em arranjar jovens para a escola de música".
As aulas, segundo o responsável da filarmónica, são ministradas por músicos que integram a banda e pelo maestro Luís Ferreira de Matos, que não recebem qualquer remuneração.
A filarmónica conta com um total de 30 músicos, na maioria jovens com idades entre 15 e 30 anos.
A colectividade tem um pequeno museu de instrumentos, que fazem parte do seu historial, inaugurado em 1990, quando comemorou os 150 anos.
A Sociedade Filarmónica Luzitana, nascida a partir da extinta Banda Marcial do Batalhão de Voluntários de Estremoz da Senhora D. Maria II, tomou definitivamente o nome de Luzitana em 1875.
Em janeiro de 1894, por despacho da Direção Geral da Administração Política e Civil do Ministério dos Negócios do Reino, D. Carlos distinguiu-a com o galardão de "Real", tendo o monarca sido eleito seu presidente honorário a 04 de Julho do mesmo ano.
Na altura, a filarmónica deslocava-se regularmente ao Paço Ducal de Vila Viçosa para animar festas e jantares com a presença do rei D. Carlos.
Até 1910, a banda designava-se por Real Filarmónica Luzitana, passando a partir da implantação da República a denominar-se Sociedade Filarmónica Luzitana.
Foi considerada pela Federação Portuguesa das Colectividades de Cultura e Recreio como a banda filarmónica mais antiga de Portugal com actividade ininterrupta.
A coletividade já foi agraciada com a medalha de ouro de Instrução e Arte e com a medalha de Mérito Municipal e em 2006 gravou o seu primeiro CD multimédia.
Em 2005, em conjunto com o Orfeão de Estremoz "Tomaz Alcaide" e a Sociedade Filarmónica Artística Estremocense reatou a tradição do corso carnavalesco de Estremoz.

Zita Ferreira Braga in www.hardmusica.pt

ALANDROAL: Festas em honra da Senhora da Conceição


MONTEMOR-O-NOVO: Tourada durante a Feira da Luz/Expomor

Destacamos a Corrida de Touros no domingo, dia 6 de setembro, às 17h00, com os Cavaleiros Rui Fernandes, Manuel Telles Bastos e João Moura JR. Forcados Amadores de Montemor. 6 toiros Silva Herculano. Abrilhantada pela Banda de Alcochete. Org.: Montemor É Praça Cheia. Reservas: 969 924 734.
No domingo, antes do início da Corrida de Touros, será efetuada a cerimónia de entrega da condecoração ao Grupo de Forcados Amadores de Montemor-o-Novo da Ordem Honorífica, Grau do Oficial da Ordem do Mérito, atribuída pelo Presidente da República, com entrega das respetivas insígnias na arena, pelos 75 anos do Grupo de Forcados Amadores de Montemor-o-Novo, ocorrida durante o ano de 2014.
No sábado, 5 de setembro, pelas 17h00, terá lugar uma Novilhada – Espora d Prata e Forcado de Prata, com os Cavaleiros Verónica Cabaço, Parreirita Cigano, Cláudia Almeida, Francisco Parreira. Forcados Amadores de Montemor e Évora. 4 novilhos Jorge Mendes. Abrilhantada pela Sociedade Carlista.

Org.: Montemor É Praça Cheia. Reservas: 969 924 734

VILA VIÇOSA: Noites de Verão e Feira de Artesanato

O programa musical e cultural do projecto Noites de Verão e Feira de Artesanato de Vila Viçosa, organizado pela Câmara Municipal de Vila Viçosa em colaboração com a Junta de Freguesia de Nossa Senhora da Conceição e S. Bartolomeu, pretende animar as noites de Verão, proporcionar uma mostra da diversidade cultural e tradicional, com especial destaque para a música, o folclore, a dança e o artesanato, e reforçar a realização de actividades no espaço público.
Durante o mês de Agosto do corrente ano, o projecto musical Noites de Verão apresenta,  no seu conjunto, um programa com propostas diversificadas que procuram ir ao encontro dos interesses do público.
Foi com a actuação do Grupo Seara Jovem, no dia 8 de Agosto de 2015, que arrancou o programa Noites de Verão. Este espectáculo deu o mote para um conjunto de iniciativas musicais e culturais ao ar livre, que têm como palco privilegiado o Largo D. João IV, junto ao Mercado Municipal. Em termos gerais, tratou-se de um interessante espectáculo musical, quer pela variedade e qualidade da sua programação, quer pela elevada adesão do público.
O dia 22 de Agosto será dedicado ao espectáculo do Grupo Amantes do Alentejo. O projecto encerra nos dias 28, 29 e 30 de Agosto com as actuações do acordeonista/humorista Rui Alves, do grupo Cool Daddy’s Band e o espectáculo de Kris Rosa. Naqueles dias, das 20 h 00 às 24 h 00, está programada para o mesmo local a Feira de Artesanato de Vila Viçosa, uma mostra de peças de artesanato representativas do concelho de Vila Viçosa que pretende revelar e apoiar as actividades artesanais e fomentar o desenvolvimento local.
Todos os espectáculos têm início marcado para as nove e meia da noite. A entrada é livre.

ESTREMOZ: Rainha Santa Isabel volta a ser inspiração de poetas populares e artesãos

No passado dia 3 de julho,  na Sala de Exposições Temporárias do Museu Municipal foi inaugurada a exposição “Rainha Santa Isabel e os Poetas Populares”.
A mostra é composta por poemas dos poetas Altino Carriço, Constantina Babau, João Carujo, José Manuel Mira, José Mercês, Lúcia Coias, Luísa Piedade, Manuel Francisco Morgado Gomes, Manuel Joaquim Pereira Serrachinho (Nel do Fado), Martinho Oliveira, Mateus Maçaneiro, Possidónio Corda, Renato Valadeiro, Teresa Joana Dias e por réplicas da Rainha Santa Isabel, elaboradas com diferentes materiais, dos artesãos Afonso Ginja, António Moreira, Duarte Catela, Fátima Lopes, Francisca Carreiras, Irmãs Flores, Isabel Pires, Jorge da Conceição, José Bravo, José Vinagre, Manuel Véstias, Ricardo Fonseca, Roberto Carreiras, Válter Cavaco.

A exposição estará patente ao público até 6 de setembro de 2015.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

AVIS: 31º Convívio Piscatório na albufeira do Maranhão


MORA: Lançamento de livro na Expomora


Dadores de Sangue do Distrito de Portalegre comemoram 25 anos

Em Portalegre a dádiva de sangue tem contado, desde há 25 anos, com a Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Portalegre – ADBSP. Num momento feliz, enveredaram esforços no sentido da sua fundação: o António Joaquim Eustáquio, o Dr. Júlio Almeida Pires, o Carlos Alberto da Graça Eustáquio e o Alberto da Conceição Margarido Martins, entre outros. A 05 de Setembro de 1990 foi lavrada escritura da ADBSP, publicada na III Série do DR, número 229 de 03/10/1990. Nestes 25 anos foram alcançados mais de nove centenas de sócios.
As comemorações das Bodas de Prata estão agendadas para 05 de Setembro (para mais pormenores consultar cartaz).
Na capela do Hospital Doutor José Maria Grande será celebrada Missa pelas 10,00 horas. Uma hora mais tarde, na sala de conferencias do estabelecimento hospitalar, tem lugar a sessão solene, durante a qual serão entregues Galardões aos Dadores contemplados (segundo o número de dádivas até à data). O Almoço convívio (inscrições até 28 de Agosto na sede da ADBSP) decorrerá nos pavilhões do NERPOR (Campo da Feira) e será antecedido de um momento musical pelo Grupo de Cantares da Santa Casa da Misericórdia de Pavia.
Vai ser mais um inesquecível 05 de Setembro.

JR

NISA: IV Passeio de Canoagem da Inijovem no dia 29 Agosto


COMENDA (Gavião): Convívio de Pesca Desportiva


MONTEMOR-O-NOVO: 2ª edição do Run Castle - Corrida e Caminhada

Em 27 Setembro 2015 decorrerá a 2ª edição RUN CASTLE® Montemor-o-Novo. Uma prova que combina corrida com obstáculos naturais e artificiais. Percursos de 15km a correr e 7km que pode ser feito a correr e/ou andar! Em 2014, o grande vencedor foi Paulo Guerra. Em 2015, contamos com a presença de Fábio Azinheirinha, Vice Campeão Nacional Absoluto e Campeão Nacional Sub-23 de Triatlo Longo e Paulo Guerra como padrinho da prova!
Descrição
A correr, a andar, a superar pessoalmente cada obstáculo, o divertimento, e a motivação para a prática de atividade física, em que o objetivo principal é chegar ao fim do percurso. A valorização do património paisagístico e histórico da região do Alentejo será também um dos atrativos para este evento.
Responsabilidade Social
Através da inscrição na prova, cada participante estará a contribuir para ajudar os Bombeiros Voluntários de Montemor-o-Novo.
Por cada inscrição, será entregue 10% do valor da mesma em forma de donativo.
As inscrições podem ser feitas através do site www.runcastle.com e em www.bol.pt
Organização:
Atlético Clube de Montemor - Lógica Divertida

sábado, 22 de agosto de 2015

SOUSEL: Passeio de reformados e idosos a Campo Maior


FORTIOS: Festival Nacional de Folclore


PORTALEGRE: Contemporaneus actuam no CAE a 19 de Setembro

19 SET. SÁB. 21.30H
Contemporaneus 10 anos
Ensemble Contemporaneus | 8€, -18 anos e + 65 anos 6€  | M/4 anos
A 15 de junho de 2005, nascia em Évora a Contemporaneus, associação para a promoção da arte contemporânea. Essa data marca o início de um percurso de 10 anos de trabalho, na promoção da música e do músico contemporâneo, e para a assinalar, os solistas do Ensemble Contemporaneus apresentarão em recital obras de compositores, que ao longo destes 10 anos levámos aos palcos portugueses, de Mozart a Fernando Lopes Graça. 
Ficha artística:
Flauta: Solange Silva
Saxofone: Carlos Ramalho
Trombone: Francisco Serôdio
Piano: Vera Batista
Violino | Viola: David Montes

Soprano: Ana Margarida Marreiro

OPINIÃO: Festa dos Artistas/festa de "artistas"

À hora em que escrevo, Campo Maior fervilha, estou certo, com a alegria dos homens e mulheres que mostram finalmente o resultado de milhares de horas de trabalho.
A alegria da noite de enramar as ruas só é "travada" pelas dificuldades funcionais que a presença dos "mirones" acaba por impor.
A visão do que estará a ser essa noite faz-me retornar aos tempos em que, ainda criança, visitei pela primeira vez a Festa dos Artistas. Com os meus pais, junto a alguns outros arronchenses, envergando os fatos guardados para as grandes ocasiões, lá tomámos assento na "caminete da carrera" e rumámos a Campo Maior.
Recordo o deslumbramento em que me colocaram quer a multidão onde me integrei, quer a beleza que emoldurava a vila que eu já conhecia mas despida de papel.
Era um tempo em que a festa se realizava de sete em sete anos. Um interregno enorme mas que se justificava quer pelo custo das festas, em gente e em materiais, quer pela necessidade de não a banalizar.
Por razões perfeitamente compreensíveis: a entrada em cena dos meios de comunicação que a aproximaram do mundo, uma maior facilidade de angariar os meios económicos necessários, a afirmação do poder local democrático e a manutenção da vontade dos e das campomaiorenses entre outros, levaram à diminuição desse tempo de espera entre uma e outra edição.

Recordo algumas das sessões em que o mau tempo conseguiu num único dia destruir toda a ornamentação feita e a vontade inquebrantável daquele povo que teimava em repor nas ruas a beleza saída das suas mãos.
Era esta a Festa dos Artistas. A festa feita pelo querer da população organizada rua a rua, a força da tradição e cultura de um povo de antes quebrar que torcer.
Nos últimos anos a FESTA mantendo os mesmos níveis estéticos e artísticos, e o envolvimento das populações acabou por "mudar".
A periodicidade que passou a estar ligada aos ciclos eleitorais e aos interesses partidários de quem pode decidir da sua realização, a "profissionalização" da sua gestão e promoção, começam a enredá-la em teias de interesses que extravasam a tradição e a cultura de um povo e, na minha modesta opinião, deixaram de ser a Festas dos Artistas para passarem a ser festas de "artistas".
E no entanto, continuam lindas!
Diogo Serra