terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Santa Casa da Misericórdia de Portalegre recebe verba do Fundo Rainha D. Leonor para projeto de terapia aquática

A Santa da Misericórdia de Portalegre vai receber perto de 30.000€ do Fundo Rainha D. Leonor, resultante da aprovação de uma candidatura que tem como objetivo a conclusão do tanque de terapia aquática das suas instalações, no âmbito da obra de remodelação e ampliação do seu edifício sede.
Para a conclusão deste espaço, a Santa Casa de Portalegre necessitava de adquirir equipamento de filtragem, equipamento para tratamento da água, equipamento para aquecimento da água e do ar da piscina, equipamento de desumidificação e ainda o elevador hidráulico para colocação de pessoas na água. Com este contrato de financiamento recentemente assinado pelo Provedor da Santa Casa de Portalegre e o Provedor da Santa Casa de Lisboa, é agora possível concluir este importante projeto que irá contribuir para a melhoria da qualidade de vida e saúde da população.

Segundo José João Mousinho Serrote, Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Portalegre, “Temos já um conjunto enorme de planos para a otimização daquele espaço, que entende não apenas a utilização do mesmo pelos 107 utentes internos, mas também das crianças do nosso Centro Infantil de S. Lourenço e da própria comunidade, que poderá contar com a prática de hidroginástica e outras modalidades, em horário pós-laboral e durante os fins-de-semana. Pretende-se assim rentabilizar o espaço, criando novos serviços de apoio à comunidade. “
Fundo Rainha D. Leonor
O Fundo Rainha Dona Leonor foi criado em 2014 pela Santa Casa de Lisboa e pela União das Misericórdias Portuguesas para apoiar projetos que estão parados por dificuldades de financiamento.
Os contratos de financiamento das 15 Misericórdias que se candidataram ao Fundo, entre elas Portalegre, foram assinados e prevêem, na maior parte dos casos, obras de reabilitação, remodelação ou finalização de lares para idosos e centros de dia.
As 15 Misericórdias apoiadas são de Alandroal, Aljubarrota, Borba, Boticas, Campo Maior, Celorico de Basto, Constância, Crato, Gáfete, Lousã, Madalena do Pico, Penacova, Portalegre, Sabrosa e Vila de Pereira.