segunda-feira, 4 de abril de 2016

SERPA: Moeda Comemorativa do Cante

A Imprensa Nacional-Casa da Moeda (INCM) apresenta hoje um conjunto de moedas comemorativas, incluindo a Moeda Comemorativa do Cante Alentejano – Património Imaterial da Humanidade.
A moeda, com um valor facial de 2,5 euros, é da autoria do escultor João Duarte e vai ter uma emissão em prata, com acabamento proof, e em cuproníquel, com acabamento normal.
A apresentação do plano de Moedas Comemorativas 2016 vai estar a cargo de Rui Carp, presidente do conselho de administração da INCM, e de Alcides Gama, diretor Comercial e Marketing da empresa, e irá contar também com a intervenção de António Filipe Pimentel, diretor do Museu Nacional de Arte Antiga, subordinada ao tema «A moeda como objeto cultural e de poder».
A cerimónia, que conta com o apoio do Município de Serpa e da Casa do Cante, encerra com a atuação do Rancho de Cantadores de Aldeia Nova de S. Bento de Serpa, dando voz à musicalidade do Cante Alentejano, classificado em 2014 pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade.
Sobre o Autor: João Duarte
Nasceu em Lisboa, em 1952. Licenciatura em Artes Plásticas, Escultura, na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa, em 1978. Professor Associado Agregado aposentado da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, membro efetivo da Academia Nacional de Belas Artes e Membro efetivo da FIDEM. Em 1998, fundou o projeto Volte Face – Medalha Contemporânea, inserido na cadeira de Medalhística da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. No campo da medalhística, editou 150 medalhas e realizou 11 moedas comemorativas. Galardoado, em 2012, pela American Numismatic Society, com o J. Sanford Saltus Award for Distinguished Achievement in the Art of the Medal. Realizou várias exposições individuais e coletivas de escultura e medalha, tanto em Portugal como no estrangeiro. Executou 51 monumentos em espaços públicos. Encontra-se representado em inúmeras coleções de arte em Portugal e no estrangeiro.