domingo, 31 de janeiro de 2016

Évora prepara-se para acolher a 1ª Edição do Festival CONDOMÍNIO

O Festival CONDOMÍNIO | ÉVORA pretende afirmar-se na cidade como um espaço de apresentação de propostas diferenciadas que sejam representativas da cultura local, em espaços privados de carácter habitacional. O Festival CONDOMÍNIO conta já com 6 edições em Lisboa, sendo esta a 1ª Edição a ter lugar em Évora, programada e produzida por uma equipa de pessoas desta cidade.
Durante todo o fim de semana de 16 e 17 de Abril será possível descobrir propostas diferentes, um pouco por toda a cidade: de teatro, de dança, de música ou de cinema. Podem também ser performances, leituras ou conversas. Mas também exposições ou workshops. As inscrições decorrem até 14 de Fevereiro.
Se os projetos da 1ª edição deste Festival, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Évora, podem nascer de diferentes áreas, os espaços onde têm lugar podem ser casas, terraços, jardins interiores, salas de estar, vivendas, apartamentos, caves, sótãos, varandas, marquises, estúdios, ateliers...
O objetivo deste Festival é integrar um conjunto significativo de projetos locais num programa diversificado que permita criar um diálogo a partir do lugar que habitamos.
“Através da participação de projetos e espaços, o Festival CONDOMÍNIO | ÉVORA pretende mapear a cidade, nas suas mais variadas dimensões: Artes, Arquitetura, Património, Educação, Ambiente ou Sociedade” explicou Ana Riscado da equipa organizadora.
As casas e os projetos selecionados encontram no Festival CONDOMÍNIO | ÉVORA uma oportunidade de contribuir ativamente para a vida cultural da cidade e de colocar em relação, coletiva e criticamente, os temas do seu interesse.
Baseando-se em princípios comunitários e na vontade de criação de um espaço de convívio e promoção das artes e da cultura locais, o Festival CONDOMÍNIO garante que são muitas as razões para participar: com a inscrição de um projeto, como anfitrião através da cedência de um espaço ou como espectador. A entrada é livre, sejam muito bem-vindos!

Inscrições e mais informação em https://condominiofestivalevora.wordpress.com/

Alandroal prepara Carnaval 2016

A Câmara Municipal de Alandroal, em parceria com Associações e Instituições do concelho, está a preparar a II Edição do Carnaval Alandroal.
Esta iniciativa irá desdobrar-se em dois desfiles, à semelhança do que aconteceu no ano passado, um no Alandroal e outro na Freguesia de Santiago Maior.
Os festejos de Carnaval permitem marcar as tradições e a Identidade do concelho e promover o convívio entre os participantes e a população em geral, criando momentos de grande alegria, animação e cor.
Convidamos, por isso, todas as Associações e a população do concelho a participar. Prepare a máscara e seja um dos foliões a divertir-se no Carnaval.
Oportunamente será divulgado o programa do Carnaval Alandroal 2016.​

NISA: XVII Rota do Contrabando realiza-se a 19 de Março

A Inijovem - Associação para Inicitaivas para a Juventude de Nisa está já a preparar a próxima edição da já famosa Rota do Contrabando que este ano se realiza no dia 19 de Março, entre as localidades de Montalvão (Nisa-Portugal) e Cedillo (Cáceres-Espanha).
As inscrições abrem a 1 de Fevereiro e se é amante dos percursos pedestres não se atrase e marque já a sua participação nesta importante iniciativa internacional.

VIDIGUEIRA BRANCO - Feira do Vinho e do Cante

A Câmara Municipal de Vidigueira vai organizar, entre 24 e 27 de março, a segunda edição do evento “VIDIGUEIRA BRANCO – Feira do Vinho e do Cante” que pretende promover os vinhos da sub-região vitivinícola de Vidigueira, o azeite, o cante alentejano e a gastronomia tradicional.
Contribuir para o fortalecimento da atratividade turística do concelho; promover a excelência produtiva do território no domínio da produção vitivinícola; divulgar os vinhos da sub-região vitivinícola, em especial os brancos e a casta Antão Vaz; dignificar o cante alentejano como fator de promoção da cultura alentejana e promover as tradições da gastronomia mediterrânica e das migas em particular, são os principais objetivos a alcançar com a realização do “VIDIGUEIRA BRANCO”.
A excelência dos produtos do concelho e o potencial de afirmação e reconhecimento que os setores do vinho e do azeite já alcançaram pode ser estendido a outros domínios produtivos. É nesse sentido que este evento integra também uma Rota do Azeite e do Vinho, uma Mostra de Pão e Doçaria Tradicional e um Festival Gastronómico de Migas.
Do programa irá fazer parte exposição e venda de produtos agroalimentares, ateliês de pão, showcooking, provas de vinho e espetáculos musicais e de animação.

Quim Barreiros anima Carnaval do Crato


REDONDO: Mega Carnaval

Podemos desde já avançar que dia 4 de Fevereiro inicio do nosso Mega Carnaval irá haver Festa Exclusiva para as Comadres.
Dia 5 Noite da Foleirada (Prémio para o mais foleiro)
Dia 6 Melhor Mascara (Prémio para a melhor mascara)
Dia 8 Melhor Grupo (Prémio para o melhor grupo)
Estão lançados os temas...Aparece

os dias 7 e 9 após o desfile de Carnaval vem divertir te connosco...baile abrilhantado pelo Duo Sons Do Sul...haverá bar pela Associação Trabalhadores de Redondo...com bifanas...sumos...águas...imperial...como vês motivos não faltam para que seja uma tarde de muita diversão...fico a tua espera.

sábado, 30 de janeiro de 2016

CUBA: Siga as Festas de Carnaval

Entre 03 e 10 de fevereiro aproveite a animação que os estabelecimentos de Cuba e algumas coletividades do concelho propõem para este Carnaval: bailes, concursos de máscaras, djs, o tradicional “Enterro do Bacalhau” e muita folia garantida. Ao longo de uma semana há muito para aproveitar! Consulte o programa.
03 fevereiro - quarta-feira
22h00 - Cubas
“Assalto ao Carnaval”
04 fevereiro - quinta-feira
.22h00 - Cubas
“Assalto ao Carnaval”
05 fevereiro - sexta-feira
.10h00 - Desfile de Carnaval das escolas do concelho
Início junto à EBI Cuba
06 fevereiro - sábado
.21h00 - Café Cubense
Baile de Carnaval
.22h00 - Adega da Lua
Baile de Carnaval
.22h00 - Taberna do Arrufa
Festa de Carnaval
.22h00 - C. C. de Vila Alva
Baile de Carnaval
Grupo Animar Vil’Alva
.22h00 - Pavilhão Multiusos
Festa de Carnaval
Comissão de Festas F.Alentejo
07 fevereiro - domingo
.22h00 - Taberna do Arrufa
Festa de Carnaval
.22h00 - Adega da Lua

Baile de Carnaval
08 fevereiro - segunda-feira
.21h00 - Café Cubense
Baile de Carnaval
.22h00 - Adega da Lua
Baile de Carnaval
.22h00 - Salão Bombeiros V. de Cuba
Baile de Carnaval
 09 fevereiro - terça-feira
.14h30 - Desfile de Carnaval
Largo Fialho de Almeida
.22h00 - Adega da Lua
Baile de Carnaval
10 fevereiro - quarta-feira
.17h00 - Enterro do Bacalhau
Luzerna (pelas ruas de Cuba)
.22h00 - Adega da Lua
Baile de Carnaval

REDONDO: Corso Carnavalesco

O corso é uma das mais tradicionais manifestações de rua do carnaval de Redondo. Consistindo num desfile de veículos ornamentados e grupos a pé, pelas ruas centrais da vila, e animado por centenas de figurantes que desfilam conforme as temáticas, o Carnaval de Redondo promete muita animação, diversão e folia.

Entrada gratuita.

ESTREMOZ: Baile de Carnaval nos Artistas

No próximo dia 6 de fevereiro, pelas 22h00, o Salão da Sociedade dos Artistas Estremocenses, vai receber os foliões para mais um Baile de Carnaval.
A noite será abrilhantada pelo grupo Trymix, composto por Karina, José Agostinho e Paulo Lopes.
Para além de surpresas prometidas pela organização, as habituais açordas fazem parte da animação da noite que terá entrada gratuita.

Esta iniciativa é uma organização da Sociedade Filarmónica Estremocense com o apoio da Câmara Municipal de Estremoz, do Jornal Brados do Alentejo, da Rádio Despertar Voz de Estremoz e do Ardina do Alentejo.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

VIDIGUEIRA: Desfile de Carnaval

No próximo dia 7 de Fevereiro, a Câmara Municipal de Vidigueira vai organizar o já tradicional desfile de Carnaval com a participação de escolas, clubes, associações, outros grupos organizados e foliões individuais.
Consulte o programa, o regulamento, a ficha de inscrição e outras informações relativas ao Entrudo’16 Vidigueira no link abaixo.

CICLISMO: Volta a Portugal regressa ao Alentejo

Alcácer do Sal vai receber a partida da 9ª e antepenúltima etapa da 78ª Volta a Portugal em Bicicleta, que vai estar nas estradas entre os próximos dias 27 de julho e 7 de agosto, o que marca o regresso do Alentejo à maior prova velocipédica lusa, numa etapa com chegada a Setúbal.
Na história da prova, a "Capital do Pinhão" recebeu somente uma vez a prova, a partida de uma etapa em 1990, em direção a Loulé.
A revelação foi feita na manhã desta terça-feira, em Setúbal, numa conferência de imprensa onde estiveram presentes Joaquim Gomes, diretor da Volta, Vítor Proença, presidente da Câmara de Alcácer do Sal, Maria de Lurdes Meira, presidente da Câmara de Setúbal, e Delmiro Pereira, presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo.
Mas a "visita" da Volta a Portugal ao Alentejo não se resume à partida de Alcácer do Sal, já que até à chegada a Setúbal, vai passar por Montemor-o-Novo e Vendas Novas.
A região não marcava presença na "Portuguesa" desde 2008, quando Beja, a 14 de agosto, foi final de etapa, ganha pelo italiano da Lampre, Danilo Napolitano. No dia seguinte, Vila Viçosa recebeu a partida da segunda etapa em linha, que teve como final Castelo Branco.
Fazendo jus ao título de "Cidade Europeia do Desporto 2016", o que não aconteceu o ano passado com Loulé, Setúbal "chamou" a Volta a Portugal à cidade do Sado e à mítica avenida Luísa Todi.
Depois de deixar o Alentejo, a etapa entra no distrito de Setúbal, por Pegões, depois os corredores sobem a Serra da Arrábida e visitam marginal setubalense, onde está instalada a meta final.
A Volta regressa a Setúbal 42 anos depois de ter recebido a partida de uma etapa da edição da "Revolução dos Cravos", que teve como final a cidade algarvia de Lagos. Era líder da prova, o também algarvio César Aires da saudosa e mítica equipa do Ginásio de Tavira.
Para recordarmos a última vez que chegou a Setúbal, teremos que recuar ao longínquo ano de 1971, quando Joaquim Agostinho venceu a etapa que teve partida em Almada. Nesse mesmo dia, houve outra etapa, com partida de Setúbal, em direção a Sines.
Setúbal recebeu pela primeira vez a volta em 1927, 1ª volta com partida de Cacilhas com vitória de Quirino Oliveira (Campo de Ourique), tendo até à data sido palco de 16 partidas e 14 chegadas.
(Teixeira Correia - Jornal de Notícias)

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

ALPALHÃO (Nisa): Carnaval Alpalhoeiro com muita folia e tradição


Sines recebe Festival Terras Sem Sombra

A 12.ª edição do Festival Terras Sem Sombra, uma organização da Diocese de Beja que junta as componentes da música, do património e da biodiversidade, volta a programar acontecimentos em Sines na sua edição de 2016.
No dia 12 de março, às 21h30, no Centro de Artes de Sines, realiza-se o espetáculo "Sempre/Ainda", ópera sem vozes com música de Alfredo Aracil, realização multimédia de Simón Escudero e piano de Juan Carlos Garvayo.
No dia 13 de março, às 10h00, acontece a atividade "Coastwatch: Mãos à Obra pelo Litoral", monitorização voluntária do litoral (com o GEOTA) e ação de limpeza de lixo marinho.
O Prémio Internacional Terras Sem Sombra é entregue, pelo terceiro ano consecutivo, no Centro de Artes de Sines, numa cerimónia marcada para 2 de julho.
A Câmara Municipal de Sines concede apoio institucional ao festival.

Informações completas em http://festivalterrassemsombra.org.

ALCAINS: Exposição “No Fundo de Uma Malga”

Data: 30 de Janeiro a 20 de Março
Local: Centro Cultural de Alcains - Museu do Canteiro

Partindo de um conjunto de malgas e taças da colecção particular do Dr. Francisco Elias e de alguns fragmentos cerâmicos cedidos pelo Museu Arqueologico do Fundão, No Fundo de uma Malga pretende apontar para os diferentes simbolismos da cerâmica ao longo dos tempos. Se a invenção e utilização do barro para produzir recipientes cerâmicos (Neolítico 6.000 – 3.000 a.C.) marca o fim do nomadismo e o inicio da agricultura e pastoreio, no século XX as malgas ganham evidentemente outro simbolismo. Os fragmentos cerâmicos do Museu Arqueológico do Fundão apresentados foram recolhidos no  Povoado Neolítico do Souto do Senhor (Telhado), o núcleo de ocupação mais antigo até hoje identificado nesse concelho. O acervo do Dr. Francisco Elias é constituido, na sua maioria, por peças da extinta fábrica de Louças de Sacavém, dado o seu protagonismo técnico, artístico e científico no século XX, possui também exemplares de outras marcas bem emblemáticas de produção nacional de loiça doméstica da mesma época, nomeadamente, da Lvsitania, Vista Alegre, Massarelos e Loiças de Coimbra.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

MOURÃO: Festas em honra da Senhora das Candeias

Organizado, em estreita colaboração, com a Câmara Municipal, Junta de Freguesia de Mourão, Paróquia de Mourão e o Abrigo Infantil.
PROGRAMA
De 24 de Janeiro a 1 de Fevereiro
21h00m - Novena de Preparação para a Festa, na Igreja Matriz e Santuário de N.ª Sr.ª das Candeias, orientada pelo Rev.º Padre Fernando Lopes, com a participação do Grupo Coral de N.ª Sr.ª das Candeias.
29 de Janeiro - Sexta-Feira
21h00m - A Novena será preenchida com uma Celebração Penitencial (Confissões, em simultâneo com a recitação do Terço), e Bênção do Santíssimo.
30 de Janeiro - Sábado
21h00m - A Novena será preenchida com a celebração da Santa Missa.
22h30m - Espetáculo Musical com Sebastião Antunes & Quadrilha
00h00m - Animação com DJ Sunlize e DJ SafarY
 31 de Janeiro - Domingo
11h30m - Inauguração da Exposição de Fotografia taurina - Viagem no Tempo e apresentação do livro de fotografias de José Mestre Baptista - O Último Ferro de Henrique Carvalho Dias.
Local: Mercearia Ilegal - Rua de S. Bento, Nº 9 - Mourão
15h00m - Festival Taurino (Ver programa próprio)
22h30m - Revista à Portuguesa: P'RÓ DIABO KUS CARREGUE!
1 de Fevereiro - Segunda Feira
09h30m - Alvorada e arruada pelas ruas da vila, pela Banda Municipal Mouranense.
11h30m - Galeria Municipal -Inauguração da Exposição - "Recolhas" - de Rita Ravasco.
15h00m - Festival Taurino (Ver programa Próprio)
21h00m - Encerramento da Novena de N.ª Sr.ª das Candeias, seguida de Arraial noturno, no Jardim Municipal.
22h30m - No Jardim Municipal: Concerto pela Banda Municipal Mouranense, seguido de Fogo de Artificio.
00h00m - Espetáculo Musical com RAFA & BELTRAN
02h00m - Animação com DJ Ruizink e DJ Bajuca
2 de Fevereiro - Terça-Feira
09h00m - Alvorada e arruada pelas ruas da vila, pela Banda Municipal Mouranense.
12h00m - Missa Solene da Festa, abrilhantada pelo Grupo Coral de N.ª Sr.ª das Candeias, com Ofertório Solene, destinado a atenuar as despesas com o Serviço Religioso da Novena e Festa, e a angariar fundos para a conservação e manutenção do património da paróquia de Mourão.
15h45m - Cerimónia de Atribuição da Medalha de Mérito Cultural ao artista Gonçalo Jordão e inauguração da sala das sessões dos paços do concelho reabilitada pelo artista.
17h00m - Grandiosa e imponente Procissão, com a imagem da Padroeira, abrilhantada pela Banda Municipal Mouranense, terminando, em apoteose, com aparatoso fogo-de-artifício.
22h00m - Baile na Sociedade Artística Mouranense, abrilhantado pelo Duo Sons do Sul
3 de Fevereiro - Quarta-Feira
15h00m - Leilão de oferendas, abrilhantado pelo Organista Cesário Mendes
17h00m - Animação Musical com o grupo Ventos do Sul
(Patrocinado pela Junta de Freguesia de Mourão)
Os Espetáculos​ realizar-se-ão no Pavilhão Gimnodesportivo
O Bar e as entradas do dia 30 de Janeiro, 1 e 3 de Fevereiro Revertem a Favor dos Bombeiros Voluntários de Mourão.

O Bar e as entradas do dia 31 de Janeiro e 2 de Fevereiro Revertem a Favor da Secção de Futebol da Soc. Artística Mouranense.

ALMODÔVAR: Já estão abertas inscrições para o Desfile de Carnaval 2016!

De 21 a 29 de janeiro de 2016 estão abertas as incrições para grupos que queiram desfilar no Corso Carnavalesco de Almodôvar a pé ou em carro alegórico. As inscrições podem ser entregues no Setor Cultural da Câmara Municipal de Almodôvar ou no site do Município, através do preenchimento do formulário online criado para o efeito. As participações individuais poderão ser feitas no próprio dia do Desfile, no Museu Severo Portela, entre as 13H30 e as 14H30. A não esquecer que os participantes individuais menores de idade e os grupos constituídos por crianças ou jovens menores de idade terão de ter, obrigatoriamente, um adulto como responsável.
O Município de Almodôvar atribuirá, à semelhança das edições anteriores, prémios de participação a todos os grupos, desde que o júri considere que houve algum cuidado na apresentação dos mesmos: 250€ para grupos de chão e 350€ para grupos em carro alegórico. No final, para além dos prémios de participação, serão atribuídos prémios de classificação aos melhores grupos/participantes individuais.
 Não perca mais tempo, inscreva-se já no melhor Carnaval da região!

Green Projects Awards traz prémios e menções honrosas para Beja

O Green Project Awards, uma iniciativa da GCI organizada em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus, lançada em 2008, visa premiar e reconhecer boas práticas em projetos, implementados em Portugal, que promovam o desenvolvimento sustentável, como complemento ao movimento de sensibilização para as temáticas da sustentabilidade, alertando e consciencializando a Sociedade Civil para a importância do equilíbrio ambiental, económico e social.
 No concelho de Beja o vencedor dos prémios 2015 foi o projeto "Inovação em Alqueva" do CEBAL e Instituto Politécnico de Beja (H2O PROCESSING & MITIG: Mitigação de CO2 atmosférico, produção de soluções nutritivas, corretivos organominerais e produtos hortofrutícolas através de processo). Foram distinguidos ainda com Menções honrosas os projetos da AABA | IRRICROP, da Paxberry, Lda| Paxberry, o Festival Terras sem Sombra de Música Sacra do Alentejo e o Projeto Heróis da Água da EMAS.


CASTRO VERDE: Concerto de guitarra de John Fletcher

John Fletcher protagoniza um recital de guitarra e altgitarren, guitarra alto de 11 cordas, do qual é o único intérprete em Portugal. Para este concerto traz-nos temas de grandes compositores - John Dowland, J. S. Bach, S. L. Weiss, Mauro Giuliani, Agustin Barrios, Heitor Villa-Lobos, Máximo Diego Pujol e Gonçalo Lourenço – num repertório composto por obras emblemáticas da guitarra clássica e obras originais para o altgitarren.
Cineteatro Municipal | 21h30
Bilhetes 3€, à venda no Posto de Turismo a partir de 23 de janeiro.
Organização: Câmara Municipal de Castro Verde.

GRÂNDOLA: Biblioteca Antoine Velge inaugurada no Lousal

O novo equipamento cultural da Aldeia Mineira do Lousal foi inaugurado numa cerimónia que contou com a presença do Presidente da Câmara de Grândola, António Figueira Mendes, do Presidente da Junta de Freguesia de Azinheira dos Barros, Pedro Ruas e de Antoine Velge, Diretor do Grupo Sapec.
A Biblioteca, criada pelo Grupo Sapec e Centro Ciência Viva (CCV) do Lousal, reúne livros escolares e obras de literatura doados por colaboradores do Grupo Sapec e pelo CCV e está a funcionar no Centro Comunitário do Lousal numa sala cedida por esta entidade.

Com a Biblioteca Antoine Velge, pretende-se contribuir para o enriquecimento e estímulo do conhecimento das crianças e jovens residentes no Lousal, bem como disponibilizar à população sénior um novo espaço de ocupação e de dinamismo cultural.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

SALAVESSA: António Charrinho anima "Mosaico Musical de Montalvão"

A Vamos à Vila, ao longo da sua existência, tem organizado uma já longa série de concertos musicais.
Agora, dentro dos anteriores critérios de qualidade e diversidade, dará unidade a esta quase tradição criando o festival com o nome:
“3Ms - Mosaico Musical em Montalvão”.
Neste âmbito, o primeiro evento musical realiza-se já no dia 31, pelas 15h30, na antiga escola da Salavessa.

A entrada é livre – Apareça, vai certamente gostar e divertir-se!

MAÇÃO: Festa do Senhor das Encruzilhadas

Patrono da Sociedade Filarmónica União Maçaense
Domingo, 7 de fevereiro
A Sociedade Filarmónica União Maçaense realiza a tradicional Festa do Senhor das Encruzilhadas, no próximo dia 7 de fevereiro.
PROGRAMA:
11h00 – Arruada pela Vila de Mação
11h30 – Eucaristia na Igreja Matriz
Procissão do Senhor das Encruzilhadas até ao Nicho
13h30 – Almoço Convívio no Restaurante Avenida, em Mação
Inscrições para o almoço (até 4 de fevereiro):
Contactos: João Manuel Martins – 967492982; Paula Aparício – 966740132; Ana Valente – 960309409.
O SENHOR DAS ENCRUZILHADAS...

A história do Senhor das Encruzilhadas, enquanto Patrono da Sociedade Filarmónica União

ALPALHÃO: Baile de Máscaras na Tapada das Safras


"Marvão Folião" promete quatro dias festejos carnavalescos

Quatro dias de festejos carnavalescos em Santo António das Areias
 Nos dias 5, 6, 7 e 10 de fevereiro, Santo António das Areias (Marvão) recebe a 11ª edição do Carnaval Folião. Quatro dias de genuínos festejos carnavalescos que prometem muita fantasia, cor e alegria. Por um dia que seja, cada pessoa pode ser aquilo que quiser, o importante é dar asas à imaginação e sair à rua, entrar na folia e divertir-se. Este é o mote do Carnaval Folião de Marvão!
 O Entrudo arranca com o Desfile das “Escolinhas”, no dia 5 de fevereiro (sexta-feira). A partir das 10h, os foliões de palmo e meio, do Agrupamento de Escolas e da Creche “Piratas das Areias”, vão espalhar boa disposição pelas ruas de Santo António das Areias. Para as 22h, no Pavilhão Polivalente, está agendado um baile com o “Trio MP”, que promete animação pela noite dentro.
 Já no sábado (dia 6), também no Pavilhão Polivalente, a partir das 22h, a Noite Carnavalesca será animada pelos “Bate no Fole” e por um DJ convidado.
 No domingo, dia 7, o Desfile Folião percorre a Avenida 25 de Abril (com início às 15h, na entrada de Santo António das Areias), passa pelo Largo da Igreja e termina no Pavilhão Polivalente, onde se realizará um lanche convívio e uma Matiné Foliona.
 Todos os que se queiram mascarar e divertir, em grupo ou individualmente, podem entrar neste “cortejo carnavalesco”, que pretende proporcionar, a participantes e espetadores, momentos de alegria, folia e diversão.

 No dia 10, após três dias de folia, o tradicional “Enterro da Sardinha” encerra os festejos carnavalescos. A concentração está agendada para as 17h30, no Mercado Municipal.

ÉVORA: Cinema e Dintorni no Armazém 8

No próximo sábado vamos dar lugar às bandas sonoras dos filmes italianos.
Relembramos músicas dos 40, 50, 60 e 70.
Recordamos as músicas de Nino Rota ou Ennio Morricone, numa ligação entre a música e o cinema.
Contamos contigo para fazer desta uma grande noite de homenagem aos homens e às obras que marcam a história da música e da 7ª Arte.
O projeto “Cinema & Dintorni” nasce da ideia de dar o espaço e o reconhecimento merecido às grandes canções dos compositores italianos contemporâneos.
Destacando os mestres que fizeram a história da música pelo cinema, o trio propõe um percurso que nos leva às imagens de obras-primas inesquecíveis.
Entre estes compositores destaca-se o trabalho de Nino Rota e Ennio Morricone.
Se de um lado a música ao serviço das imagens tem ditado a escolha do repertório, outra fonte de inspiração foi a música de autor, que alimenta o nosso imaginário e o do ouvinte. Os “dintorni” (arredores) são melodias que fazem parte da história e da cultura contemporânea italiana.
Incluídas no repertório, relembramos as canções de Francesco de Gregori e Fabrizio de André e alguns originais de Massimo Cavalli e Ricardo Pinheiro que completam a escolha dos temas.
Uma proposta já editada em CD e que foi destaque em inúmeros programas e evento de jazz. Um trabalho que conta ainda com a participação especial de Laurent Filipe e Pedro Santos.
http://armazem8.associarte.pt/eventos/cinema-dintorni/


segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

BEJA: Tributo a Shakespeare - Leituras

Pax Julia | Leituras      
"TRIBUTO A SHAKESPEARE | 21H30 | M12 |CAFETARIA"       
Ficha Artística e Técnica
Autoria e interpretação Gisela Cañamero
Produção Arte Pública
Ato de leitura levado a cabo por Gisela Cañamero que recolhe, trabalha e deriva o pensamento que o Mestre Shakespeare coloca na boca dos seus personagens, acerca de vários temas-chave da sua escrita, presentes nas dezenas de peças teatrais escritas: da Vida e da Representação, do Poder, da Palavra e do Discurso, das Companhias, da Consciência, da Justiça, das Políticas, da Guerra, das Mulheres, do Amor, do Casamento, da Velhice e da Morte.

Org. CMB, ARTE PÚBLICA

MOURA: Semana da Comunidade Educativa

 “Que futuro profissional?” é o tema da edição de 2016 da Semana da Comunidade Educativa do concelho de Moura, que se realiza de 26 a 29 de janeiro.
“Que futuro profissional?” é o tema da edição de 2016 da Semana da Comunidade Educativa do concelho de Moura, que se realiza de 26 a 29 de janeiro.
Organizada pela Câmara Municipal de Moura, em colaboração com os Agrupamentos de Escolas de Moura e de Amareleja, a Escola Secundária de Moura, a Escola Profissional de Moura, a APPACDM, a Casa do Povo de Amareleja e o Centro Infantil Nossa Senhora do Carmo, esta iniciativa pretende, ao longo destes dias, debater com a comunidade educativa o futuro profissional que os jovens podem trilhar, assim como mostrar as diferentes profissões existentes no concelho de Moura.
O programa inclui, a 26, quando se assinala o Dia da Comunidade Educativa, a atividade À descoberta das profissões da minha terra e a peça de teatro “Com Paixão”, pelo Teatro Ibisco, que aborda o drama dos refugiados, pretendendo-se focar a temática da inclusão e dos problemas que estão muitas vezes na base da indisciplina.
A 27, decorre a iniciativa “Um dia na Presidência…”, em que serão convidados alunos do ensino secundário do concelho para acompanhar as atividades do presidente da Câmara de Moura, Santiago Macias. Ainda neste dia realiza-se uma formação para profissionais na área da educação – Pedagogia Diferenciada I e II, na Biblioteca Municipal Urbano Tavares Rodrigues.
No último dia, a 29, é inaugurada a exposição “A Future define by TROIKA… or not”, relacionada com o Intercâmbio Internacional Erasmus+. Realiza-se também um workshop de Nomadismo Digital.
Moura é, desde 2005, uma “Cidade Educadora”, pelo que a Semana da Comunidade Educativa, que se realiza desde 2006 no âmbito do projeto “Mais Educação”, assume elevada importância no cumprimento deste papel.

ALJUSTREL: 108º Aniversário do Centro Republicano de Instrução e Recreio


"Um espaço de Modernidade com os Olhos Postos no Futuro"
A direção do CRIRA, à semelhança de anos anteriores, irá comemorar mais este aniversário com a realização de um vasto conjunto de atividades, envolvendo, tanto quanto possível, as diversas secções culturais e desportivas que atualmente integram a associação. Pretende-se com estas comemorações divulgar a atividade de algumas das secções que fazem parte do CRIRA e ao mesmo tempo proporcionar aos atletas, associados e suas famílias, momentos de salutar convívio e boa disposição.

O CRIRA agradece a participação de todos/as bem como a divulgação destas iniciativas.

GRÂNDOLA: Exposição de António Inverno

“Não Morro Nem que Me Matem”
Patente ao Público na Biblioteca Municipal de Grândola até 20 de fevereiro
A Exposição que se apresenta em Grândola, “Não Morro Nem que Me Matem”, organizada no âmbito das comemorações dos 20 anos do Museu Jorge Vieira para celebrar a vida e a obra do pintor e serígrafo António Inverno, considerado uma referência da arte portuguesa contemporânea, reúne pinturas e serigrafias de António Inverno e serigrafias de vários artistas contemporâneos como Artur Bual, Espiga Pinto, Graça Morais, Manuel Cargaleiro, Paula Rego, Roberto Chichorro, Vieira da Silva, Mário Cesariny, entre outros.
António Inverno nasceu em Monsaraz em 1944. Com 14 anos entrou para a Escola António Arroio onde conclui o curso de Gravador Litógrafo em 1964, tendo posteriormente trabalhado com Jorge Barradas, Rogério Ribeiro e Mário Rafael. Em 1970, edita serigrafias de 18 artistas portugueses contemporâneos para a revista “Seara Nova” ganhando projeção como mestre de serigrafia, uma expressão plástica que lhe permitiu relacionar-se, desde muito jovem, com a maioria dos artistas plásticos, escritores, poetas, homens do teatro, da música e da política. Em 1972 cria um atelier exclusivamente consagrado à serigrafia na Rua da Emenda, que constituiu um local de culto da comunidade artística, onde colabora com Júlio Pomar, Vespeira, Charrua, Espiga Pinto, Eduardo Nery, Maria Keil, Francisco Relógio, Jorge Vieira, Costa Pinheiro, Eurico Gonçalves entre outros. Em 1993 cria o Centro de Serigrafia António Inverno, promovendo exposições de artes plásticas de âmbito nacional. Expõe desde 1985, tendo realizado inúmeras exposições individuais e colectivas e actualmente vive em Beja onde leciona Artes Plásticas na Escola Superior de Educação.
É sócio fundador do Centro Comunicação Visual A.R.C.O. e Membro fundador do Centro Cultural de Almada. Membro efectivo da Academia Nacional de Belas-Artes. Comendador da Ordem do Infante D. Henrique. Prémio Nacional de Pintura da Academia Nacional de Belas-Artes (1995).
Horário de Visita: 2ª a 6ª feira: 09h30 às 19h
sábado: 10h às 13

*entrada gratuita

MONFORTE: Corta - Mato escolar


PONTE DE SOR: Primeira exposição do ano da parceria com a Associação 7Sóis7Luas

No sábado, 16 de janeiro, no Centrum Sete Sóis Sete Luas, do Centro de Artes e Cultura de Ponte de Sor, foi inaugurada a exposição " SENSITIVITY OF SIMULACRA", de Gani Llalloshi.
Natural do Kosovo, é um artista eclético autor de numerosas obras empenhadas na crítica social e política.
A sua arte figurativa abstrata é uma experimentação contínua das novas tecnologias de expressão voltadas para a análise da vida humana na sociedade contemporânea. A sua arte forma -se entre a Eslovénia e Alemanha, movendo-se de uma primeira formação artística na animada Llubjana para continuar na Academia de Belas Artes de Berlim. Mas, apesar dos vinte anos em que ficou longe da sua terra natal, a referência ao Kosovo permeia toda a sua produção artística: é uma forma de nostalgia pessoal que se transforma numa visão socialmente crítica de todas as relações sociais. Entre os mais importantes prémios que Gani recebeu está o prêmio Albertina de Viena em 1997 e o Grand Prix de Pintura em 2012 na Ex Tempore International Exhibition. Realiza uma importante performance "101 Euro" na prestigiada "Biennale di Venezia". Vive e trabalha em Piran, na Eslovénia.

CASTELO DE VIDE: ADENEX colabora na reflorestação da Serra de São Paulo

No próximo dia 30 de janeiro, a prestigiada Associação de Defesa da Natureza e dos Recursos da Extremadura (ADENEX), irá contribuir para a reflorestação da Serra de São Paulo (Castelo de Vide – Encosta Este), numa ação ambiental e amiga que prevê a plantação de cerca de 1000 árvores por cerca de 100 voluntários.
Esta reflorestação pretende contribuir para uma área florestal mais diversificada que compreenda um conjunto de espécies autóctones, tais como o sobreiro, a azinheira ou o carvalho.
Estes exemplares, uma vez plantados, darão um maior contributo no processo de renaturalização da paisagem que se pretende seguir na Serra de São Paulo, bem como favorecer o incremento da biodiversidade local, privilegiando a floresta mista em mosaico em detrimento das monoculturas.
Salienta-se esta iniciativa de participação cívica, vinda do lado de lá da fronteira, em reconhecimento das potencialidades/fragilidades que a nossa paisagem oferece.
Para Esclarecimentos

Contactos: João Luís Inácio Dona 918537247 - Gtf@cm-castelo-vide.pt

MAÇÃO: À conversa com... Dr. Luís Duarte Patrício"

Dia 29 de janeiro, no Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira
O primeiro "À Conversa com..." de 2016 traz-nos um tema de elevado interesse e um convidado que muito orgulha o Concelho de Mação.
Dia 29 de janeiro, às 21h00, no Auditório, Luís Patrício vai falar sobre "Consumos, consumismo, prazeres e mentiras", uma reflexão interactiva com o apoio da Mala da Prevenção Dr. Luís Patrício.
Pelo interesse do tema este "À Conversa com..." será precedido de um segundo encontro dia 1 de fevereiro de manhã no Agrupamento de Escolas. Tendo como público os alunos do Agrupamento Luís Patrício vai falar aos nossos jovens sobre "Consumos e Comportamentos de risco para a saúde individual , familiar e social", reflexão interactiva com o apoio da Mala da Prevenção Dr. Luís Patrício.

A não perder!

PONTE DE SOR: Mesa Redonda "Bullying: Da brincadeira à violência"

O Projeto ABC, promovido pela Caminhar em parceria com o Agrupamento de Escolas de Ponte de Sor e o Município de Ponte de Sor, dinamiza mensalmente ações de sensibilização/informação - Mesas Redondas - destinadas, principalmente, a pais e educadores. Estas ações, que também estão abertas ao público em geral, constituem-se como um espaço privilegiado de formação e debate de vários temas educativos.
Até onde vai a brincadeira e onde é que realmente começam ações de bullying?
Todas as brincadeiras têm limites e aquelas em que um dos intervenientes revela mau estar poderá querer indicar o princípio do desconforto. O bullying começa quando existe um desequilíbrio de poder entre quem agride e quem é agredido/a. É uma forma de violência contínua que acontece entre colegas da mesma turma, da mesma escola ou entre pessoas que tenham alguma característica em comum (por exemplo: terem mais ou menos a mesma idade; estudarem na mesma escola).
Segundo Ana Rodrigues Costa, "A escola é, portanto, muitas vezes palco de situações violentas que marcam para a vida. A vitimização por bullying prejudica seriamente a competência escolar dos alunos e promove o insucesso escolar pois afeta-os não só a nível social, mas também a nível académico. O bullying é um problema da nossa sociedade e não só dos intervenientes em causa."
É importante estar atento a todos os sinais e atuar preventivamente.
Se gostaria de estar mais informado sobre este tema, inscreva-se até dia 27 de janeiro!
Mesa Redonda_28 janeiro 2016
Escola Secundária, sala D2, 18:00 h
TEMA do mês de janeiro - BULLYING: da brincadeira à violência

Link inscrição online: http://goo.gl/forms/6oA896mqs6

domingo, 24 de janeiro de 2016

Ourique prepara a Feira do Porco Alentejano

A Feira do Porco Alentejano é um dos principais eventos que se realizam no sul de Portugal, assumindo, cada vez, uma expressão nacional.
Parte deste mérito também é seu.
Em 2015 foi visitada por mais de 60 mil pessoas.
E em 2016 estamos a preparar mais uma edição com grande sucesso, com a preocupação de satisfazer as expectativas de visitantes e expositores, consolidando cada vez mais Ourique como Capital do Porco Alentejano.

Convidamo-vos a participar neste evento, podendo registar a sua inscrição até 18 de Fevereiro de 2016.

Escritores unem-se para promover literatura produzida no Alentejo

Um grupo de 15 escritores alentejanos ou com "fortes vínculos" ao Alentejo criou uma associação para promover a literatura produzida na região e que vai ser apresentada no sábado, em Beja.
A ASSESTA - Associação de Escritores do Alentejo "nasceu da vontade de um grupo de escritores alentejanos ou com fortes vínculos ao Alentejo em promover a literatura produzida na região", disse hoje à agência Lusa o escritor e presidente da associação, Luís Miguel Ricardo.
"A ideia é fazer a ponte entre produtores e consumidores de literatura" na região, ou seja, entre criadores literários, como romancistas, contistas, cronistas, argumentistas e poetas, e a comunidade consumidora de conteúdos literários, como leitores, bibliotecas e outros polos culturais, explicou.
Segundo Luís Miguel Ricardo, a ASSESTA está sediada na Casa da Cultura de Beja, mas alberga autores de todo o Alentejo, que é o seu "espaço privilegiado de semeação literária".
A ASSESTA pretende promover apresentações de livros de autores associados e outros que possam ser publicados pela associação, organizar tertúlias temáticas, dinamizar oficinas de escrita criativa, desenvolver projetos literários de promoção e preservação da cultura alentejana, fomentar espetáculos ligados à palavra e promover e participar em encontros literários, indicou.
A associação também quer criar a biblioteca ASSESTA, com as obras dos autores associados, concursos literários para novos valores da literatura alentejana, um prémio literário nacional, uma publicação periódica na área da literatura e bolsas de serviços, como as de ilustradores, revisores e editores, às quais sócios e não sócios podem recorrer para concretizar os seus projetos literários.
Segundo o responsável, podem ser sócios da ASSESTA autores alentejanos ou com vínculos ao Alentejo que tenham publicado um livro em que a região seja cenário ou tema de estudo ou que publiquem regularmente em jornais ou revistas artigos literários alusivos ao Alentejo.
Também podem ser sócios da ASSESTA naturais do Alentejo ou com vínculos à região que sejam tradutores de obras literárias ou autores ou coautores de peça de teatro ou argumento para televisão e/ou cinema alusivos à região e pessoas que tenham participado em projetos literários ligados ao Alentejo.
Os sócios beneficiam de apoio e orientação na edição, na revisão e na publicação e de promoção e divulgação junto de agentes culturais das suas obras e podem participar em atividades e projetos literários promovidos ou mediados pela ASSESTA e integrar bolsas de serviços da associação.

A associação já lançou a sua primeira produção literária, "Contos ASSESTA", um livro com contos escritos por 12 dos seus 15 autores fundadores.
Cada um dos contos do livro é acompanhado por uma ilustração e dá "vazão à identidade literária" do seu autor e reflete o Alentejo, as suas gentes e tradições.
A apresentação pública da ASSESTA vai decorrer no sábado, a partir das 16:00, na Biblioteca Municipal de Beja, e incluir uma sessão de abertura e outra de animação a cargo de artistas do Alentejo, como os contadores de histórias e contos Joaninha Duarte, Fernando Guerreiro e Jorge Serafim, o grupo de jazz alentejano MaZéi e o poeta Napoleão Mira.

Também no sábado, na Biblioteca Municipal de Beja, vai decorrer a Feira do Livro ASSESTA, com mostra de livros e sessão de autógrafos de autores associados.
in "Notícias ao Minuto"

CABEÇA GORDA (Beja): Festival do Cogumelo Silarca

A Junta de Freguesia organiza a 4,5 e 6 de Março de 2016, o Silarca - Festival do Cogumelo - 3.ª edição.
Três dias destinados aos recursos micológicos e sua importância numa grande jornada de vitalidade, convívio, fraternidade e ao mesmo tempo de defesa e preservação do melhor que temos em termos locais tão característico da nossa terra.

4,5 e 6 de Março venha ao Silarca - Festival do Cogumelo.

GRÂNDOLA: 5º Intercâmbio entre Localidades


ALJUSTREL: Exposição "100 Cartazes para o Direito à Educação"

A exposição “100 Cartazes para o Direito à Educação” encontra-se patente ao público até ao dia 12 março, no Museu Municipal de Aljustrel.
Esta exposição itinerante resulta de um projeto da ONG sedeada em Paris e acreditada pela própria UNESCO, “Poster for Tomorrow”, que lança anualmente concursos internacionais de cartazes sobre temas relacionados com os direitos humanos e liberdades fundamentais.
Os 100 melhores cartazes, selecionados por um júri internacional, são depois objeto de uma exposição simultânea anual em torno do dia 10 de dezembro, para celebrar o dia Internacional dos Direitos Humanos.
Trata-se conforme disse, Jack Lang, antigo ministro francês da Cultura e da Educação de “pôr ao serviço de causas justas e importantes esta poderosa ferramenta de tomada de consciência”.
Estima-se que cerca de 121 milhões de crianças não frequentam a escola primária. Em França, 3,1 milhões de pessoas não sabem ler nem escrever, contra 42 milhões de adultos norte-americanos, e as estimativas mostram que o número de adultos analfabetos funcionais aumenta 2,5 milhões todos os anos nos Estados Unidos.
“A educação é a arma mais poderosa de que dispomos para mudar o mundo”, afirmou Nelson Mandela. Urge portanto promover a educação das crianças e sensibilizar um público alargado para o problema maior que a iliteracia representa nas nossas sociedades, permitindo quebrar a pobreza, e lutar por um mundo melhor e mais igualitário para todos.
Este concurso sobre o Direito à Educação, que mobilizou 2700 participantes, é também uma maneira de lançar uma forte mensagem de solidariedade, de salientar a importância da educação que torna mais forte cada criança, homem ou mulher e que lhes permite viver dignamente e participar plenamente no mundo que os rodeia.

Uma exposição a não perder!

SANTO ALEIXO DA RESTAURAÇÃO: Real Baile da Pinha

El Rei D. António e A Rainha D. Ana tem a honra de convidar vossas excelências a participar no Evento do reino! O mesmo terá lugar no dia 6 de Fevereiro de 2016 às 22h no salão nobre da Casa do Povo de Santo Aleixo da Restauração.
O baile será orquestrado pelo sonante Miguel Azevedo!

Contamos convosco!!!

CASTRO VERDE: 3ª edição dos "Cadernos do Museu" já disponível

Já está disponível para consulta, a edição nº3 da publicação do Museu da Ruralidade “Cadernos do Museu”, referente ao mês de janeiro de 2016, apresentada no âmbito do I Encontro de Museus Rurais do Sul, que decorreu em Castro Verde no passado dia 21 de janeiro.
Com uma tiragem de 500 exemplares, a publicação semestral apresenta como tema central neste terceiro número, o conjunto de museus que estão na génese da Rede de Museus Rurais do Sul – Museu do Trabalho Rural (Abela, Santiago do Cacém), Núcleo Museológico de Alcaria dos Javazes (Alcaria dos Javazes, Mértola), Espaço Museológico Rural de Pias (Pias, Serpa), Museu da Farinha (S. Domingos, Santiago do Cacém), Núcleo Museológico da Alfaia Agrícola (Estremoz), Núcleo Rural de Ervidel (Ervidel, Aljustrel), Museu da Ruralidade (Entradas, Castro Verde) e Museu Arqueológico e Etnográfico Manuel Vicente Guerreiro (Santa Clara-a-Nova, Almodôvar) – com textos assinados por Fernanda do Vale e José Matias, Lígia Rafael, Manuel Passinhas, Santiago Macias e Orlando José, Madalena Borralho, Amadeu Gonçalves, Hugo Guerreiro, Artur Martins e Sílvia Mestre, Miguel Rego e Andreia Guerreiro.
Este número dos “Cadernos do Museu” destaca ainda a edição da Coletânea de Cante “Planície a Cantar”, lançada no dia 29 de novembro de 2015, no âmbito da Comemoração do 1º Aniversário da Inscrição do Cante Alentejano na Lista do Património Cultural e Imaterial da Humanidade, da UNESCO.
A iniciativa, organizada pelo Grupo de Trabalho do Cante de Castro Verde, contou com a participação dos nove grupos corais do concelho, e foi antecedida de uma concentração e desfile de todos os grupos, entre a Igreja dos Remédios e a Praça da República.

Os “Cadernos do Museu” encontram-se disponíveis no Museu da Ruralidade e podem ser consultados através do seguinte link: http://issuu.com/museudaruralidade-castroverde/docs/cadernos_museu_3

GRÂNDOLA: Exposição de pintura de António Saiote

Exposição patente ao público na Biblioteca Municipal de Grândola até 30 de Janeiro.
Horário de visita:
2º feira - 13h às 19h / 3ª a 6ª - 09h30 às 19h / Sáb. - 10h às 13h
* entrada gratuita
ANTÓNIO SAIOTE
“Alentejano, Engenheiro Agrónomo de profissão e pintor por devoção, que o leva a, paralelamente à sua vida profissional, estudar pintura em Lisboa e em Florença.
As suas raízes alentejanas estão presentes na sua obra de pintor naturalista. Na realidade a paisagem é o seu tema mais constante, embora faça por vezes “incursões” na pintura figurativa e até religiosa.
Está representado em vários organismos e em colecções particulares em Portugal e no estrangeiro. Integra o “Anuário Internacional de Arte 2003” e “ O Figurativo nas Artes Plásticas em Portugal no Século XX “.
EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS MAIS RELEVANTES:
1994-Albergaria Solaris – Setúbal, Hotel Inglaterra- Estoril;
1995- Galeria Fonte Nova- Lisboa, Hotel Melius- Beja;
1996-Hotel da Lapa-Lisboa,Hotel Inglaterra- Estoril, Castelo de Alcoutim;
1997-Hotel Inglaterra- Estoril, Posto de Turismo-Santiago do Cacém;
1999- Hotel D. Fernando- Évora;
2000-Galeria Espaço GAN-Lisboa, Hotel Inglaterra- Estoril;
2001-Alter do Chão (Cudelaria), Galeria da Ordem dos Engenheiros-Lisboa;
2002- Galeria de Arte-El Corte Inglês, Espaço Garret-Grândola, Hotel Inglaterra- Estoril;
2003 - Hotel Garcia d’Orta –Castelo de Vide; Misericórdia Alvalade;
2004 - J. Freguesia – Estoi, Hotel Inglaterra-Estoril;
2006 - Centro Cultural Chaves Viva -Chaves
2007 - Galeria Municipal - Sobral M.Agraço, Monte Seis Reis-Estremoz;
2008 - Galeria IF –Lisboa;
2009 - Museu Municipal de Carregal do Sal;
2010 - Centro Congressos Lisboa (FIL);
2011 - Banco de Portugal (.Alm.Reis-Lisboa), Jardim Botânico da Ajuda- Lisboa;
2012 - Centro exposições C.M.Lisboa, Biblioteca da C.M. Crato, Galeria Dolce Vita Tejo;
2013 - Ordem dos Engenheiros-Lisboa;
2014 - Casa do Alentejo- Lisboa, Casino de Troia;

2015 - Galeria Olga Santos – Porto.