segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

ORIENTAÇÃO: O Portugal O' Meeting 2017 está em contagem decrescente.

À reconhecida qualidade organizativa da maior competição do calendário de Inverno da Orientação Mundial, juntam-se a excelência dos mapas e terrenos e o valor ambiental e patrimonial desta região. Garantidos estão quatro dias de competição ao mais alto nível, numa altura em que se encontram já inscritos atletas de 27 países.
 Repetindo a “receita” de 2011, os Municípios de Alter do Chão, Crato e Portalegre juntam as mãos, estreitando num abraço orientistas do Mundo inteiro. É a 22ª edição do Portugal O' Meeting, o grande evento de Inverno do calendário internacional, que de 25 a 28 de Fevereiro promete espalhar pelo Norte Alentejano o perfume da Orientação.
 À semelhança do que sucedeu em 2003 e em 2011, o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, nóvel coletividade matosinhense, voltou a merecer a confiança da Federação Portuguesa de Orientação para a organização do prestigiado evento. Trabalhado ao pormenor, o programa desta edição do POM tem para oferecer aos participantes duas etapas de Distância Média, nos dias 25 e 27, duas etapas de Distância Longa, nos dias 26 e 28, um Sprint noturno, igualmente no dia 25, e ainda uma etapa de Orientação de Precisão, na tarde do dia 26. As quatro etapas de floresta são pontuáveis para a Taça de Portugal Vitalis de Orientação Pedestre 2017 e o somatório de pontos alcançados em cada uma delas permitirá conhecer os vencedores dos 35 escalões de competição, quatro escalões de formação e quatro escalões abertos que integram o evento. Importa ainda relevar a importância da etapa do dia 27 de Fevereiro – muito adequadamente designada por “Norte Alentejano O' Meeeting” -, a qual é pontuável para o ranking da Federação Internacional de Orientação.
Balão de oxigénio para a economia local
Embora seja ainda cedo para indicar com segurança o nome daqueles que marcarão presença no evento, não será difícil prognosticar que a grande maioria dos melhores atletas mundiais rumará ao Alto Alentejo para a edição deste ano. As Suecas, Helena Jansson e Annika Billstam – esta última, a grande vencedora do POM 2016 -, a russa Svetlana Mironova, a britânica Catherine Taylor, a canadiana Emily Kemp, a ucraniana Nadiya Volynska, a finlandesa Marika Teini ou a bielorussa Anastasia Denisova, no lado das senhoras e, no lado dos homens, os noruegueses Olav Lundanes e Magne Dæhli, os suecos Gustav Bergman e Albin Ridefelt, os franceses Thierry Gueorgiou – vencedor do POM por cinco vezes, a última das quais em 2016 -, Frédéric Tranchand e Lucas Basset ou ainda o ucraniano Oleksandr Kratov, são apenas algumas das muitas estrelas da Orientação mundial que deram nos últimos anos a sua preferência ao Norte Alentejo e com as quais, por certo, nos voltaremos a cruzar.

Para já são estes os Países que já marcam presença:
Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, Croácia, Dinamarca, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Hungria, Irlanda, Itália, Japão, Letónia, Lituânia, Noruega, Polónia, Portugal, Rússia, Suíça, Suécia, Taiwan e Ucrânia.
Importa frisar ainda que a importância do Portugal O' Meeting 2017 não se resume ao vector competitivo. O Portugal O’ Meeting vai provocar um enorme incremento na economia regional, de acordo com as palavras de Fernando Costa, Diretor do Evento. A capacidade hoteleira da região regista já taxas de ocupação muito próximas dos 100% e toda a economia local, da restauração ao pequeno comércio, sentirão um forte impulso graças à realização deste evento.
Toda a informação em www.pom.pt
texto e foto de Joaquim Margarido