segunda-feira, 3 de abril de 2017

Terras sem Sombra vai a Castro Verde com música e saber popular

O Terras sem Sombra, vai no próximo fim de semana Visitar o Castelo do Barba Azul em Castro Verde e pelo caminho ver tosquiar ovelhas é um dos objectivos.
Castro Verde acolhe mais uma vez o Festival Terras sem Sombra que desta feita tem como programa relembrar “a descoberta das tradições ancestrais do ciclo da lã, uma visita guiada pelas ruas e caminhos de Castro Verde e uma ópera em versão concerto que apela à reflexão sobre a sociedade actual.”, refere a nota de imprensa
O programa começará pelas 14:30 de sábado, com uma visita ao centro histórico de Castro Verde.
O início da visita será a Basílica Real de Nossa Senhora da Conceição seguindo-se pelas ruas e caminhos de Castro Verde até ao Museu da Lucerna, onde existe uma colecção única de Lucernas de época romana (Século I-III d.C.) descobertas em 1994, na localidade de Santa Bárbara dos Padrões.
A Igreja da Misericórdia será aberta neste dia, exclusivamente para esta visita, onde se pode admirar um conjunto de pinturas no tecto, alusivas ao Livro do Apocalipse, verdadeiramente surpreendentes.
O ponto alto desta jornada será a apresentação na Basílica Real de Nossa Senhora da Conceição, da ópera de bela Bartok, “O Castelo do Barba Azul” que terá a interpretá-la solistas da Academia de Franz Liszt, vindos directamente de Budapeste.
O domingo será o dia da biodiversidade com a tarefa de apanhar e tosquiar ovelhas, dado que Castro Verde integra o Campo Branco, um território terminal da rota da transumância dos grandes rebanhos da Meseta.
O passeio termina com um almoço de sopas dos pastores.