domingo, 25 de junho de 2017

A Cozinha Portuguesa e Comeres Alentejanos

Quem é que não gosta
Dum cozido à portuguesa?
Gosta o pobre e o não pobre
Até a classe burguesa

Batatas, cenouras e nabos
O chouriço e a farinheira
Vaca, cabrito e nabos
Misturados à maneira

Couve, chispe e galinha
Os fumados às rodelas
Acompanhados com arroz
É uma pançada das belas

Umas sopas de cação
Uma açorda de bacalhau
Têm de ser com bom pão
O contrário é muito mau

No Verão um bom gaspacho
Dá-nos boa disposição
Eu por mim até acho
Só depende da ocasião

Vaca feita com esparguete
Como às vezes é guisada
Se eu comer é um frete
Prefiro antes caldeirada

Se forem lulas recheadas
Com tomate e ervilhas
Prefiro antes ensopado
Do que um prato de lentilhas

As comidas alentejanas
São o melhor dos inventos
Com as ervas aromáticas
Com poejos e coentros

Carne de porco à alentejana
Ou os pezinhos de coentrada
E as migas com entrecosto?
Ê pá, não digas mais nada!

Para poder viver bem
Com saúde e alegria
Até dá gosto comer
Esta bela poesia


António Giga