segunda-feira, 10 de julho de 2017

Avis sensibiliza sobre a Violência Domèstica

A Biblioteca Municipal José Saramago recebeu, no dia 30 de junho, pelas 10h00, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), para uma Sessão de Sensibilização sobre "Violência Doméstica".
Num primeiro momento, a equipa de técnicas de apoio à vítima fez o enquadramento da temática, recorrendo à apresentação da APAV, às formas de violência, às consequências para as vítimas de violência doméstica e às reações das vítimas, destacando que o fenómeno está cada vez mais presente nas nossas sociedades, não obedecendo a nenhum nível social, económico, religioso ou cultural específico e que, embora seja maioritariamente exercida sobre mulheres, atinge também, direta e ou indiretamente crianças, idosos, e outras pessoas mais vulneráveis como as pessoas portadoras de deficiência.
Num segundo momento, as intervenientes deram a conhecer a violência doméstica enquanto crime público, e que, por consequência, todos devemos denunciar, salientando o desuso em que caiu a velha máxima "Entre marido e mulher ninguém meta a colher". Ainda os recursos disponíveis a nível concelhio e nacional para que seja possível denunciar este tipo de situações, nomeadamente o apoio da APAV a vítimas de violência doméstica, o que fazer se for vítima e o que fazer se suspeitar que alguém é vítima.
A Sessão, dirigida a trabalhadores do Município, que ali deram o seu testemunho pessoal enquanto conhecedores de casos vizinhos, serviu também para apresentar e divulgar a entrada em funcionamento do novo Gabinete de Apoio à Vítima criado no Alto Alentejo Oeste e que pretende ser uma resposta facilitadora de todas as situações de vitimização, designadamente através da prestação de informação, atendimento personalizado, encaminhamento, apoio social, jurídico e psicológico a vítimas de violência doméstica.