terça-feira, 31 de janeiro de 2017

PORTALEGRE: Casa de Acolhimento de Santo António recebe ajuda da UNICER e Rede Europeia Anti pobreza

Ação conjunta entre voluntários das três entidades proporciona renovação do pavimento da Casa de Acolhimento
A Casa de Acolhimento de Santo António, beneficiou de uma ação de voluntariado por parte da empresa UNICER e da Rede Europeia Anti pobreza, que todos os anos têm como objetivo manter a tradição do movimento solidário no período do Natal, ajudando instituições, famílias e pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade e, ou carência.
Desta forma, e no âmbito do combate à pobreza infantil, a Casa de Acolhimento de Santo António recebeu os voluntários da UNICER e, juntamente com os seus próprios voluntários, renovaram o chão de um dos quartos da casa com pavimento flutuante, devolvendo à habitação o conforto que os jovens que ali vivem necessitam. Esta iniciativa teve a duração de um dia e um benefício no valor de 500€.
Para Filipe Serrote, Diretor dos Lares de Infância e Juventude da Santa Casa da Misericórdia, “Foi com grande satisfação que recebemos esta iniciativa e nos juntámos também a ela, participando na renovação do chão da casa. Iniciativas como esta são sempre bem-vindas, na medida em que nos ajudam na nossa missão de proporcionar a estes jovens, boas condições de vida e bem-estar.”

A Casa de Acolhimento de Santo António desenvolve o seu trabalho diariamente, com o intuito de proporcionar às crianças e aos jovens acolhidos, as condições necessárias e as mais aproximadas possíveis ao ambiente de uma Casa familiar. Neste momento estão a residir nesta casa 30 jovens entre os 12 e os 19 anos.

II Coimbra World Piano Meeting com concerto em Sardoal

O Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal, acolhe no próximo dia 6 de fevereiro, pelas 21h30m, o Concerto de Jovens Talentos do II Coimbra World Piano Meeting, que se marcará pela elevada qualidade artística e técnica dos jovens pianistas.
Organizado pela Academia Internacional de Música Aquiles Delle Vigne, o Coimbra World Piano Meeting é um encontro dos maiores e mais reconhecidos Mestres do Piano do mundo que, com eles, trazem os seus melhores alunos. O II Coimbra World Piano Meeting decorre entre 1 e 7 de fevereiro e nele participam reconhecidos nomes do piano a nível internacional.
Este Concerto decorre no âmbito do Protocolo de Colaboração, assinado entre o Município de Sardoal e a A2DV – Academia Internacional de Música Aquiles Delle Vigne, que visa o fomento de atividades culturais que acrescentem valor cultural aos munícipes de Sardoal e à região, divulgando, simultaneamente, o trabalho da Academia. Recorde-se que este Protocolo contempla a realização de Concertos de Piano no Centro Cultural Gil Vicente com colaboradores da Academia, prevendo a realização mínima de quatro concertos por ano e o desenvolvimento de outras atividades relacionadas com a divulgação do Piano.
Ainda no âmbito deste Protocolo, decorrerá no início do mês de junho o II Encontro Internacional de Piano de Sardoal que, à semelhança do ano passado, trará ao Centro Cultural Gil Vicente grandes promessas do piano a nível mundial. 

A Academia Internacional de Música Aquiles Delle Vigne tem sede  em Coimbra e assume-se como uma das grandes escolas da Europa, graças ao incrível talento internacional dos seus alunos, muitos deles premiados em importantes concursos internacionais. 

domingo, 29 de janeiro de 2017

MONFORTE: Concurso "O Amor em 70 palavras"


SOUSEL: Exposição "Sopros de arte e mais um..."


IMPRENSA REGIONAL: Jornais do Alentejo




SOUSEL: Tertúlia "Uma conversa por mês"


SINES: Janeiro e Fevereiro com diversas iniciativas culturais

O início das comemorações dos 20 anos da morte de Al Berto, a estreia da nova criação do Teatro do Mar e a 91.º edição do Carnaval de Sines são os destaques da programação de eventos no concelho de Sines nos meses de janeiro e fevereiro.
A revista pela programação dos primeiros dois meses do ano começa no Centro Cultural Emmerico Nunes, que no dia 21 de janeiro inaugura as suas novas exposições, com obras de Luís Almeida, Run Jiang, Marco Taylor e alunos de cerâmica do Agrupamento de Escolas de Cercal do Alentejo.
No dia 23 de janeiro, no Centro de Artes de Sines, é inaugurada uma exposição de desenhos e grafites sobre o Holocausto, da autoria de José Bravo Rosa. Trata-se de uma iniciativa no âmbito das comemorações do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto (27 de janeiro).
No dia 26 de janeiro, também no Centro de Artes, o Arquivo Municipal apresenta ao público as novas edições de dois livros clássicos de Sines: “Ele”, romance de Cláudia de Campos, e “Breve Notícia de Sines”, a primeira monografia de Sines, escrita por Francisco Luís Lopes.
Nos dias 28 e 29 de janeiro, as águas da Piscina Municipal Carlos Manafaia são percorridas pelos nadadores participantes no Open Internacional de Inverno de Masters.
Ainda no dia 28, acontece no auditório do Centro de Artes a iniciativa inaugural do programa “À Procura de Al Berto num Jardim de Agosto”, que ao longo de 2017 vai assinalar os 20 anos da morte do poeta. Esta primeira iniciativa é um recital sobre a poesia do autor por um dos grandes diseurs portugueses, Pedro Lamares, acompanhado pelo harpista Ana Isabel Dias. Juntos, formam o projeto Jacarandá.
No dia 30 de janeiro, ainda no Centro de Artes, os mais pequenos amantes da leitura reúnem-se na primeira sessão do grupo de leitores juniores da Biblioteca de Sines – Uma Casa Sem Livros Júnior.
O dia 4 de fevereiro marca o início das festividades do Carnaval de Sines, que se prolongarão até 4 de março. Este ano, há uma aposta reforçada no Carnaval noturno e os temas do cinema e da televisão estarão em evidência. A não perder também, no dia 24, o Carnaval dos Pequeninos.
A 10 de fevereiro, regressamos ao Centro de Artes de Sines para o segundo acontecimento das comemorações de Al Berto: o espetáculo “Luminoso Afogado”, um monólogo a partir de Al Berto, pelo Teatro GRIOT.
Dia 17 de fevereiro deve desde já ficar reservado na agenda para assistir à estreia de “Outcast”, a nova peça do Teatro do Mar. Influenciado pela arte de Banksy, este espetáculo de dança-teatro de rua tem criação e encenação de Julieta Aurora Santos e interpretação dos bailarinos Francisco Rolo e Diletta Bindi.

Finalmente, nos dias 18 e 19 de fevereiro, há Bebés e Famílias às Artes no CAS, um programa de atividades para abrir os horizontes dos bebés para o universo das artes.

CUBA: Apresentação de livro de Tiago Marcos

O Auditório da Biblioteca Municipal de Cuba acolhe no dia 04 de fevereiro, sábado, pelas 17h30, a apresentação do livro “A fonte das palavras”, de Tiago Marcos. Naquela que será a primeira apresentação pública da obra, o jovem poeta cubense traz-nos um conjunto de 46 textos, que o próprio classifica como “o miolo do que nestes anos tem escrito”.
Conforme escreve Jorge Manuel Jerónimo da Silva no prefácio do livro,"(...) A Fonte das Palavras é pois um espaço de partilha desses ecos, que o Tiago quis que sentíssemos, que pensássemos, de uma forma conciliadora entre a estética quase barroca do jogo de parónimos, com a ética geral que compõe os seus textos. (...)"
A primeira edição conta com uma primeira tiragem especial de 100 unidades numeradas pelo autor, já disponível ao público desde o dia 6 de Janeiro. (saiba mais aqui)
A sessão na Biblioteca Municipal de Cuba contará com a presença do autor do livro, do prefaciador Prof. Jorge Jerónimo da Silva e da Sra. Vereadora Sandra Braz. A receção aos convidados é feita a partir das 17h00.
Sobre o autor:
Tiago da Piedade Marcos nasceu em Cuba a nove de Março de 1987.
Em 2003 descobriu que as palavras podem tomar sentidos maiores do que ele, começando nesse ano, a sujar papel na esperança muitas vezes vã do eco. Surgem assim em 2003 os primeiros textos poéticos. Em 2008, mergulhado na cultura clássica e no paganismo panteísta, pelo desejo de descobrir valores mais fundamentais ao homem, funda juntamente com Luís Caracinha o Projeto Esfinge para o qual tem vindo a escrever letras desde então.
A partir de 2009 tem vindo a participar com a pena em vários projetos e eventos destacando-se a participação no 1º festival internacional da guitarra portuguesa com uma série de textos poéticos sobre a guitarra e a portugalidade. A participação num espetáculo “cordas à conversa” de João Cuña, juntamente com Pedro Monteiro.
A participação na gala inaugural da ODE associação cultural e recreativa na companhia de Rogério Cão. Destaca-se ainda a participação no programa da RUA FM “Ecléctico Azul” com Luís Ene e Diogo Costa Leal, assim como a presença em várias tertúlias. Em 2016 aparece-nos com “A fonte das palavras” trabalho onde reúne o miolo do que nestes anos tem escrito.

GRÂNDOLA: Espetáculo de Lançamento do novo álbum de Paulo Ribeiro

Sábado* 18 de fevereiro * 21h30 * Cine Granadeiro
Participação especial de Ana Lúcia Magalhães e Fernando Pardal
O espectáculo de lançamento do novo álbum de Paulo Ribeiro que assinala os 15 anos de carreira a solo do cantor e compositor de Beja, tem lugar em Grândola, dia 18 de fevereiro, às 21h30, no Cine Granadeiro Auditório Municipal, com a participação especial de Ana Lúcia Magalhães e Fernando Pardal. Participaram ainda na gravação do disco Tim, Vitorino, Manuel João Vieira e os grupos corais "Os Camponeses de Pias" e "Casa do Povo de Serpa".
Neste concerto, Paulo Ribeiro apresenta as canções do álbum "O céu como tecto e o vento como lençóis", integralmente composto a partir da poesia de Manuel da Fonseca, escritor maior do Alentejo.
Mais do que uma viagem que procura incorporar diferentes estéticas musicais inspiradas pelas palavras do poeta, este espectáculo é um itinerário onde desfilam personagens, narrativas e paisagens do Sul, tão presente na obra intemporal de Manuel da Fonseca e no universo musical e afectivo de Paulo Ribeiro.
Paulo Ribeiro (voz), Jorge Moniz (direcção musical e bateria), Luís Barrigas (piano e teclados), João Vitorino (guitarras) e João Custódio (contrabaixo)

Entrada: 3€                 

sábado, 28 de janeiro de 2017

Arronches recebe o Campeonato Nacional de Clubes de Duatlo


CASA BRANCA (Sousel): V Encontro de Cantadores de Saias


Sardoal acolhe primeiro seminário “Dear Doc” de realização em cinema documental

O Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal acolhe, entre 30 de janeiro e 4 de fevereiro, o primeiro seminário Dear Doc de realização em cinema documental, organizado pela Apordoc – Associação pelo Documentário, em parceria com a ESTA – Escola Superior de Tecnologia de Abrantes e com o Município de Sardoal.
O primeiro seminário Dear Doc é orientado pelo realizador Andrés Duque, autor de “Oleg y las Raras Artes”, filme de abertura do festival Doclisboa 2016, sobre o lendário pianista Oleg Nikolaevitch Karavaichuk (1927-2016), admirado pela sua música e pela sua forma de tocar, mas também pela sua personalidade única e excêntrica.
O seminário inclui um ciclo de filmes do cineasta no Centro Cultural Gil Vicente: o multi-premiado “Oleg y las Raras Artes” é exibido no sábado, 4 de fevereiro, às 16h30m; o filme-ensaio autobiográfico “Color Perro que Huye” na sexta-feira, dia 3, às 21h30m; as duas primeiras curtas-metragens do realizador, “Paralelo 10” e “La Constelación Bartelby”, na quarta-feira, dia 1, às 21h30m. Todas as sessões são de entrada livre e seguidas de debates com o realizador, moderados por Nuno Lisboa, diretor do Seminário Internacional de Cinema Documental Doc’s Kingdom e coordenador do programa de seminários Dear Doc.
A realizar duas vezes por ano, em fevereiro e em julho, os seminários Dear Doc de realização em cinema documental são especialmente dirigidos aos autores em início de carreira nas áreas do cinema e das artes audiovisuais. Nos mesmos moldes do seminário Doc’s Kingdom, organizado pela Apordoc desde 2000 e cuja edição de 2017 terá lugar em Arcos de Valdevez de 2 a 7 de setembro, os seminários Dear Doc propõem aos participantes uma experiência de retiro coletivo através de um programa intensivo de sessões de visionamento e discussão ao longo de uma semana, aqui dirigido para o desenvolvimento de projetos de cinema documental em curso, apresentados pelos participantes e orientados pelo realizador convidado.
O realizador Andrés Duque propõe aos participantes do primeiro seminário Dear Doc de realização em cinema documental um programa intitulado “Formas Perigosas”, dedicado ao “cinema-ensaio como horizonte para o audiovisual no século XXI: como representar um mundo baseado na sobreabundância de imagens, na codificação dos arquivos de informação, na mobilidade dos múltiplos ecrãs, na esquizofrenia do mundo globalizado? O cinema-ensaio privilegia a presença da subjetividade pensante e emprega uma mistura de materiais e recursos heterogéneos, não propondo uma mera representação do mundo mas também uma reflexão sobre si mesmo, criando pelo caminho uma forma própria e o seu próprio objeto.”




Depois de uma colheita com números significativos em Avis, eis que a última iniciativa da Associação de Dadores Benévolos de Sangue de Portalegre – ADBSP – mostrou-se, também ela, bastante participada. Este é mais um sinal de que os note alentejanos ficaram sensíveis aos apelos, para a dádiva de sangue ,lançados ultimamente pelos serviços ligados às transfusões.
No Centro de Saúde de Castelo de Vide marcaram presença 49 voluntários, entre eles 23 do sexo feminino.
Os testes clínicos mostraram que nem todos poderiam colaborar (e uma jovem era estreante), mas sempre foram 42 as unidades de sangue obtidas.
Seis jovens, metade de cada sexo, deram sangue pela primeira vez na vida. E cinco, foram as inscrições no Registo Nacional de Dadores Voluntários de Células de Medula Óssea.
Trataram-se, pois, de valores – todos eles – muito significativos, e incentivadores, para quantos abarcam a causa da doação de sangue.
Num restaurante local decorreu o almoço convívio, apoiado pela Câmara Municipal de Castelo de Vide.
Fevereiro
A ADBSP, em fevereiro, vai marcar presença em brigadas a realizar em: Montargil, no Centro de Saúde, dia 11, numa parceria com os Motard's de Montargil; Na localidade de São Salvador da Aramenha, no salão da Junta de Freguesia, sábado 18; Na vila de Fronteira, no Centro de Saúde, a 25.
Mais uma vez fica o convite para que a nossa região continue a engrandecer a dádiva de sangue. Colabore!

JR

ARRONCHES: Super leitão bowl VII


Verdes promovem Jornadas Parlamentares em Castelo Branco e Portalegre

Riscos da central nuclear de Almaraz em destaque
 O Grupo Parlamentar Os Verdes dedica as suas Jornadas Parlamentares, da presente sessão legislativa, ao tema da ameaça e riscos decorrentes da Central Nuclear de Almaraz.
Ouvir e debater os riscos que a Central Nuclear de Almaraz representa para Portugal, nomeadamente para as populações e para os territórios localizados na raia e na zona ribeirinha do Tejo, e a forma como estamos preparados para enfrentar esta ameaça, é o objetivo das Jornadas Parlamentares.
Programa das Jornadas Parlamentares:
30 de Janeiro  - Castelo Branco
11.00H – Reunião com Administração da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco ( Av. Pedro Alvares Cabral)
12.30H – Conferência de Imprensa junto ao Mercado de Castelo Branco (Avenida 1º de Maio, 1º andar)
14.30H – Reunião e visita às Instalações do Comando Distrital de Operações de Socorro - (CDOS, Praça Nercab)
16.00H – Reunião com os Bombeiros Voluntários de Castelo Branco
17.00H – Contacto com Unidade Hoteleira Vila Portuguesa – Casa de Campo (Rua das Pesqueiras, Nº25, Vila Velha de Ródão)
17.30H – Viagem de Barco entre Vila Velha de Ródão e Barragem do Fratel
18.30H – Distrito de Portalegre - Conversa com pescadores do Rio Tejo na sede da Junta de Freguesia de Santana (Aldeia do Arneiro, Nisa)
 31 de Janeiro - Portalegre
09.00H – Reunião com a Direção do Agrupamento de Escolas de Nisa e debate com alunos.
11.00H – Visita ao Centro de Formação da Guarda Nacional Republicana de Portalegre ( Avenida George Robinson, 1)
14.00H – Audição Pública Descentralizada sobre a Central Nuclear de Almaraz, no Auditório da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais (Praça da República, nº 23-25)
17.00H – Conferência de Imprensa para apresentação das conclusões das Jornadas Parlamentares (Auditório da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais.
 O Grupo Parlamentar Os Verdes

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

MONFORTE: Corrida do Dia dos Namorados

A Câmara Municipal de Monforte, organiza no Sábado, dia 18 de Fevereiro de 2017, pelas 16:00 h, a 2ª Corrida do Dia dos Namorados, na qual poderão participar todos
atletas sem distinção do sexo, idade ou nacionalidade.
A iniciativa tem como objetivo: Promover o desporto; Combater o sedentarismo e o stress; Proporcionar o bem-estar físico, psíquico e social; Proporcionar um dia diferente alusivo ao dia dos namorados.
Descrição da prova
A prova é constituída por 5 Km, sendo eles distribuídos por 3 voltas de 1683 m,
Prova para os pares (namorados, casais) consiste numa prova de 5km pelas ruas da vila de Monforte, unidos num só objetivo, cruzar a linha de meta com o seu par.
Prova para os singulares (solteiros) consiste na mesma prova de 5 Km pelas ruas da vila de Monforte, onde o objetivo é igual em todas as outras corridas.
Normas Regulamentares
A prova destina-se a todos os cidadãos desde que devidamente inscritos.
Contará só para a classificação de pares aqueles que cruzarem a linha de meta simultâneo.
Qualquer atleta que ludibrie o traçado irá ser desclassificado.
Cada participante é responsável pelo seu estado de saúde.
As inscrições são gratuitas.
Os atletas poderão se inscrever no pavilhão, ginásio municipal e na página do evento no facebook. Na inscrição deve constar o seu nome completo e contacto telefónico.
Exemplo: Singulares (nome, contacto telefónico). Pares (nome do par, contacto telefónico).
Inscrições abertas até 13/02/2017
Escalões: Escalão único
Classificações
Nesta competição haverá classificação geral de singulares masculinos, femininos, e classificação geral de pares.
Horários
14h – Abertura do secretariado
15:30h- Encerramento do secretariado
16h – Partida (Secretariado Posto de Turismo)
Prémios
Troféus para os três primeiros de cada classificação: - singulares masculino; - singulares feminino; - pares.
Itinerário da Prova
Partida: Praça da Republica, Rua Doutor José Frederico Laranjo, Rua João António Romão de Moura, Rua do Sr. dos Passos, Rua Visconde a Luz, Rua João Maria da Silva Sardinha, Rua Luís de Camões, Rua Cláudio José de Moura, Rua José Mário Romão Nobre Cartaxo, Rua 25 de Abril, Rua de Olivença e Avenida Humberto Delgado. Chegada: Praça da Republica.
Casos Omissos
Serão resolvidos em obediência às normas e regulamentos da Federação Portuguesa de Atletismo em vigor.

Projeto para o Centro Interpretativo e de Acolhimento Turístico de Reguengos de Monsaraz foi apresentado em Évora

O projeto para a criação de um Centro Interpretativo e de Acolhimento Turístico no edifício histórico do antigo Café Central, em Reguengos de Monsaraz, foi apresentado no dia 24 de janeiro no Palácio D. Manuel, em Évora. Nesta sessão foram igualmente apresentadas as propostas que vão ser desenvolvidas em Évora e Montemor-o-Novo e que também integram o projeto promovido pela CIMAC – Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central, denominado “Centros de Acolhimento Turístico e Interpretativos de Évora e Alentejo Central”.
 José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, explicou a estratégia da autarquia na área da promoção e do desenvolvimento turístico, abordando o aumento de turistas na vila medieval de Monsaraz, o setor do vinho que produz quase 30 milhões de litros por ano, o crescimento dos enoturismos da região, que superaram as 60 mil visitas no ano passado, a olaria e o artesanato, o astroturismo, o Cante alentejano e o Lago Alqueva, mas também a Cidade Europeia do Vinho 2015, que “trouxe notoriedade para o concelho e impulsionou a criação da marca territorial Capital dos Vinhos de Portugal, que a partir deste ano vamos promover no nosso país e nos principais mercados internacionais”.
 Nesta sessão organizada pela CIMAC, o autarca referiu ainda que “pretendemos estimular e aumentar o fluxo turístico que vem de Espanha, nomeadamente da Estremadura e da Andaluzia, duas regiões espanholas com uma população semelhante à de Portugal e que estamos a trabalhar com intensidade através da comunicação social e da nossa presença em feiras de turismo no sul do país vizinho e em Madrid, como aconteceu recentemente na FITUR”.
 Sobre o Centro Interpretativo e de Acolhimento Turístico, José Calixto sublinhou que “é um projeto de requalificação de um edifício emblemático de Reguengos de Monsaraz, inaugurado há 140 anos, está enquadrado numa estratégia de valorização do centro da cidade e vai regenerar o imóvel com uma nova vida e com capacidade para receber e acolher devidamente os turistas, transmitindo-lhes tudo o que podem visitar no concelho, em conjunto com uma simpatia que lhes dê vontade de prolongar a sua estadia”.
 O Centro Interpretativo e de Acolhimento Turístico, projeto da autoria do arquiteto da autarquia Miguel Singéis, prevê uma zona de atendimento turístico, mas também uma área de exposição, degustação e venda de produtos locais e regionais aos munícipes e turistas. Neste espaço ficará concentrada toda a oferta do concelho disponibilizada aos turistas, como o vinho, a gastronomia, os azeites, a olaria, os enchidos, os queijos, as mantas alentejanas, as ervas aromáticas, o pão, entre outros.
 O projeto “Centros de Acolhimento Turístico e Interpretativos de Évora e Alentejo Central”, que integra a estrutura de acolhimento proposta por Reguengos de Monsaraz, foi candidatado pela CIMAC aos fundos comunitários através da prioridade de investimento “Conservação, Proteção, Promoção e Desenvolvimento do Património Natural e Cultural – Alentejo 2020”.
 O Café Central foi projetado pelo arquiteto António José Dias da Silva, autor também da Igreja Matriz de Reguengos de Monsaraz e da Praça de Toiros do Campo Pequeno. Inaugurado em 1877, o Café Central encerrou no ano passado e era um dos cafés centrais em funcionamento há mais tempo no país.

“Primeira Grande Guerra – 100 anos depois” em exposição no Sardoal

“Primeira Grande Guerra – 100 anos depois” é o nome da Exposição que vai estar patente na Galeria do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal, entre 28 de janeiro e 26 de fevereiro.
A mostra evocativa da participação portuguesa na Primeira Grande Guerra, com alusão aos ex-combatentes sardoalenses, contará com dois espaços. Num deles estarão patentes cerca de uma dezena de equipamentos, cedidos pelo Museu Militar, da Primeira Grande Guerra como, por exemplo, armas, capacetes e fardamentos, bem como um circuito interpretativo da participação portuguesa. O outro espaço, dedicado à participação sardoalense nesse cenário de guerra, contará com documentos de elevada relevância histórica, dará a conhecer os nomes dos combatentes e terá depoimentos na primeira pessoa, recolhidos em 1990, de Guilherme Ribeiro, que na altura da entrevista era o único ex-combatente sardoalense ainda vivo.
Esta exposição, que será inaugurada no próximo dia 28 de janeiro, pelas 17 horas, resulta de uma parceria entre o Município de Sardoal, o Agrupamento de Escolas deste Concelho e a Direção de História e Cultura Militar, através do Museu Militar.
A evocação deste momento da História Mundial no Concelho de Sardoal contará, também, com uma palestra aberta subordinada ao tema, que terá lugar em 8 de fevereiro e a inauguração de um monumento de homenagem aos ex-combatentes que terá lugar em 18 de fevereiro e sobre o qual o Município dará mais informações atempadamente.

SOUSEL: Espectáculo e workshop de Mónica Calle

O workshop/espetáculo encenado por Mónica Calle está em cena na Associação Vozes do Fado de Sousel até ao próximo dia 28 de Janeiro e conta com a participação e envolvimento de vários grupos associativos do concelho. Falamos dos Ranchos Folclóricos da Casa do Povo do Cano, As Mondadeiras de Casa Branca e de Santo Amaro, dos Bombeiros Voluntários de Sousel e da Associação de Desporto e Lazer Santo Condestável, entre outros.
Importa referir que o espetáculo é aberto a toda a população, com entrada gratuita.

AVIS: Workshop "Suporte básico de Vida"

A Associação de Pais e Encarregados de Educação das Escolas do Concelho de Avis (APEEECA) e a Associação dos Bombeiros Voluntários de Avis (ABVA) organizam, no próximo dia 28 de janeiro, com o apoio do Município de Avis, o Workshop "Suporte Básico de Vida".
A sessão, a decorrer no Quartel do Bombeiros Voluntários Avisenses, a partir das 15h00, debruçar-se-á sobre um conjunto de medidas e procedimentos técnicos, frequentemente descritos como os elos da "cadeia de sobrevivência", utilizados para salvar uma vida.
Como agir perante uma situação de emergência? Como avaliar o estado de uma pessoa que requer atuação de emergência? Quais as técnicas apropriadas para intervir no momento, são algumas das questões a esclarecer nesta formação, ministrada por Joaquim Garrinhas, Coordenador do Serviço Municipal de Proteção Civil do Município de Avis, que pretende sensibilizar para a importância dos conhecimentos e práticas de Suporte Básico de Vida.
O Workshop, aberto a toda a população, recebe inscrições, até ao dia 26 de janeiro, pelos telefones 969 111 991, 934 183 138 e 916 918 000.
Venha saber como agir em caso de emergência. Participe!

A um mês da XXII edição do Portugal O' Meeting, foi batido o Record e Países presentes na competição

34 Países passou a constituir um novo record de participação a um mês da competição do maior evento da Orientação Mundial.
Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Bulgária, Canadá, Colômbia, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Hungria, Irlanda, Itália, Japão, Letónia, Lituânia, Noruega, Polónia, Portugal, Republica Checa, Rússia, Suíça, Suécia, Taiwan, Turquia, Ucrânia e USA
Simone Niggli é a mais recente estrela da Orientação Mundial a entrar para o Portugal O Meeting '2017. Tendo alcançado 23 títulos mundiais, 10 títulos europeus e 9 Taças do Mundo, é unanimemente considerada a melhor orientista de todos os tempos e uma verdadeira embaixadora da Desporto da floresta. Escolher Portugal no Inverno, Simone Niggli está de volta ao POM para recordar "os bons velhos tempos" e, estamos certos, espalhar a sua classe pelos terrenos de Alter do Chão, Crato e Portalegre. Recorde-se que Simone Niggli venceu a competição por seis vezes, primeiramente em 2002 e, mais recentemente, por cinco vezes consecutivas, nas edições de 2010 a 2014. Neste momento, o número de inscrições está nos 1116 de 34 Países. Além de Simone Niggli, a sueca Helena Jansson é uma forte presença na Elite Feminina. No lado masculino, Gustav Bergman e Albin Ridefelt (Suécia), Lucas Basset e Thierry Gueorgiou (França), Baptiste Rollier (Suíça) e Milos Nykodym (República Checa) são os maiores nomes até agora.
Mais informações em www.pom.pt
Foto de Simone Niggli da autoria de Susana Luzir

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Antologia da Poesia Alentejana (2): Francisco Bugalho

Francisco Bugalho nasceu em 1905 e morreu em 1949, no mesmo ano em que Carlos Queiroz, poeta com quem Bugalho partilha “a mesma discrição verbal, o mesmo gosto da elegância e da doçura”, nas palavras de Adolfo Casais-Monteiro.
Mas se os versos de Queiroz são Lisboa, os de Bugalho são o Alentejo. O Alentejo das figueira verdes e dos “choupos curvados”, sim, mas também do “bom silêncio dormente” ou da “sesta dormida/ aos poucos”.
O seu “abastado bucolismo”, como se lhe referiu Jorge de Sena, convive com as insatisfações de um ser que chegou a dilacerar-se por que o homem que vive, e bem, “que ama o conforto”, é o mesmo poeta que sofre: “Quase não sinto calor / Do meu corpo; em redor / Nem um só eco de Vida”.
Na sua poesia passam as coisas da natureza, o que se move e o que está parado, insectos, algas, noites de solidão, amor, especiarias, “um cavalo branco”, ovelhas e carros lentos. Também “ondas revoltas do mar / com cadáveres de naufrágios a boiar / de bruços, olhos mergulhados / e perdidos / na busca dos abismos desejados / e nunca conseguidos”. E “o meu amigo dia”. E “A Esperança de Dias Novos”.
Este é então um poeta, que resumiu José Régio, de “rara subtileza dos sentidos para as coisas da paisagem, para a passagem, na paisagem, dos animais e dos homens”. Ao que se sabe, está para breve a edição da obra completa de Francisco Bugalho. Amando a vida simples como ele a amava, sincero e humano, desempoeirado e prático, Francisco Bugalho, em cada poesia que compunha, depositava um pouco desse sal de irrealidade que é o tempero de toda a verdadeira sensibilidade do poeta.
João Gaspar Simões – 2/3/49
“Na poesia do segundo quartel do nosso século, a voz de Francisco Bugalho foi, sem dúvida, das mais pessoais, das mais discretas e das mais marcadas pelo selo de uma profunda autenticidade.”
- David Mourão-Ferreira – 1969
in "Viva Voz" - nº 146 - Dez. 1996
********************************
ALGUNS POEMAS DE FRANCISCO BUGALHO

Montado Velho
Meu triste montado velho
Que paz tem quem te procura
E, em ti, vem achar o espelho
De uma vida sem doçura,
Mas livre de enganos vãos!…

Troncos rugosos, mas sãos,
Ásperos, sim, mas generosos,
Todos, na desgraça, irmãos,
Dos maus Invernos ventosos

Montado, além, mais pra além,
Há céus azuis e há searas.
E brandas águas que têm
O brilho de pedras raras,
E não há só solidão!…

Mas essa tua canção
- solução d’alma que anseia –
Também a meu coração,
Furtivamente se enleia.
E aqui me fico contigo.

Sem ternura, nem doçura;
Mas longe do mundo vão,
- Meu velho montado amigo!…
E dos verões, sem pinga d’água.

Montado, que estranha mágua
Te confrange e te redime!
A tua visão afago-a.
És bom cenário pra um crime…
E pra milagres também.
******************
O Comboio Passa
O comboio passa...
Todas as manhãs acorda a paisagem,
Faz fugir o gado.
E na casa branca, junto da passagem,
Faz erguer a moça, de olhar estremunhado.

Tem geada o campo,
Num manto brilhante.
As vacas reparam, com olhos de gente.
E uns senhores, lá dentro, com ar indiferente,
Pensam noutras vidas, num mundo distante...

Vêm de longes terras, que a moça, coitada,
Nem sonha que existem, estendendo a bandeira.
E a máquina bruta, estridente, apressada,
Engolfa-se, aos gritos, por entre a barreira,
Onde uma calhandra, de há muito, faz ninho.

Ai de quem encontre, naquele caminho!...
***************
Tosquia
Rente, rente, rente
A tesoura corta.
E, na tarde quente,
Junho está à porta.

Vem do campo, em volta,
Mágico fulgor
De aroma, que solta
O feno, inda em flor.

Aperna-se o gado,
P'ra tirar-lhe a lã.
Ficou encerrado
Desde esta manhã.

Rente, rente, rente
Que a tesoura corta,
E, na tarde quente,
Junho está à porta.

Um halo de neve,
Espuma ou algodão,
Envolve de leve
As reses no chão.

Na luz forte, em roda,
Zumbem as abelhas.
E há balidos soltos
E tristes de ovelhas.

E ao soltar aquelas,
Livres, já, dos velos,
Parecem gazelas,
Em saltos singelos.

Rente, rente, rente
A tesoura corta,
E, na tarde quente,

Junho está à porta.

PORTALEGRE: Exposição de presépios de José Fernando Simão Pinheiro e Fernanda Pinheiro

"Começamos esta coleção com uma brincadeira, já lá vão muitos anos. Comprámos o primeiro presépio na Feira de Artesanato de Nisa, em 2005, e desde aí ganhamos o gosto, tanto pelas peças, como pelas feiras, (...). Era um ritual de que gostávamos, (...) momentos em que a nossa cumplicidade prevalecia e não era preciso dizermos nada para que soubéssemos que «aquele temos mesmo de comprar...». "É impossível esquecer a surpresa que me fizeste no Natal de 2014... foste a Estremoz «rapidamente» e colocaste o presépio no móvel da sala. Entrei e não reparei...(...) e resolveste perguntar: «Não encontras aqui nada de diferente?» Este foi o NOSSO último presépio.(...)" "Não raras vezes me confidenciaste: «um dia ainda vamos fazer uma exposição.(...)""Pensei que esta coleção devia ter sido dada como concluída no dia 17 de abril de 2015, mas a verdade é que continuo a procurar presépios em todos os locais onde vá e onde seja possível encontrá-los. Continuo a pensar em ti de cada vez que vejo uma peça sobre a qual sei que irias dizer «este tem de ser».
É como se as tuas decisões continuem a ser (as) minhas.
Fernanda Pinheiro - Dezembro 2016
Organização: Câmara Municipal de Portalegre e Fernanda Pinheiro
Local : Museu da Tapeçaria de Portalgre - Guy Fino
Contacto : 245 307 530
De terça-feira a domingo das 9h00 às 12h30 e das 13h30 às 17h00. Encerrado às 2ªs feiras e feriados.

PORTALEGRE: Exposição de pintura "Contrastes" de João Capote, Regina Faria e Fernanda Ganhão

No dia 20 de janeiro de 2017, sexta-feira, pelas 18h00, na Galeria de Exposições Temporárias do Castelo de Portalegre foi inaugurada a exposição coletiva de pintura "Contrastes", de João Capote, Regina Faria e de Fernanda Ganhão.
Os artistas partiram do conceito generalista de que "o património é um conjunto de bens que uma geração quer transmitir à seguinte por considerar que esse conjunto de bens constitui um talismã que permite ao homem e ao grupo social compreender o tempo em três dimensões, passado, presente e futuro." É a partir deste conceito que estes artistas de Portalegre pretendem deixar o seu testemunho, valorizando a cidade de Portalegre através da cultura e da comunicação através da arte.
A exposição estará patente ao público até ao dia 28 de fevereiro de 2017, de terça-feira a Domingo das 9h00 às 12h30 e das 13h30 às17h00, com entrada livre.

Festa da Senhora das Candeias em Cabeço de Vide


“Ele” e “Breve notícia de Sines”: apresentação novas edições

A Câmara Municipal de Sines editou novas edições, com a ortografia atualizada, de dois clássicos de Sines. As obras serão agora apresentadas ao público pelos autores dos seus estudos críticos.
Publicado originalmente em 1899, o romance “Ele” (“Elle”, na grafia da altura) é a obra mais conhecida da escritora Cláudia de Campos. Na pequena vila costeira de Sutil, cruzam-se paisagens e personagens que remetem para a Sines real que a autora conheceu. É uma das obras pioneiras da literatura no feminino em Portugal. A nova edição será apresentada por Isabel Lousada (Universidade Nova de Lisboa) e Sandra Patrício (Arquivo Municipal de Sines).
“Breve Notícia de Sines, Pátria de Vasco da Gama”, a primeira monografia do concelho, foi publicada em 1850, por Francisco Luís Lopes, um médico estabelecido no concelho entre 1847 e 1869. Com base em documentos da Câmara Municipal, em entrevistas e nas observações do autor, “Breve Notícia de Sines” faz um retrato económico, social, político e humano do concelho e traz às elites locais da altura a recordação de Vasco da Gama como natural de Sines. A apresentação da obra estará a cargo de João Madeira (Universidade Nova de Lisboa).
A sessão de apresentação inclui a projeção do filme «Eu», uma produção da Câmara Municipal de Sines sobre Cláudia de Campos, com realização de Diogo Vilhena, produção executiva de António Campos e coordenação do Arquivo Municipal.
Dia 26 Janeiro - 21h30
Local: Centro de Artes de Sines

Alegrete em Poesia na sede da Junta

(Projecto "Alegrete em Poesia", uma Parceria entre a Junta de Freguesia de Alegrete, e a nossa Escritora Alegretense "Luísa Vaz Tavares, que muito nos honra)

PONTE DE SOR: Caminhada "Ponte a Pé"


VIII Prova de Vinhos e Licores em Alter do Chão

Participe neste evento que se realiza anualmente, no último fim de semana de Janeiro, onde se reúnem os produtores de Vinhos e Licores do Concelho de Alter do Chão.

BE promove Encontro Nacional sobre o Estado Social

O Bloco de Esquerda realiza o 2º Encontro Nacional + 60, com o tema "O Bloco em Luta por um Estado Social para Todos", no dia 11 de Fevereiro, a partir das 9h30, no Auditório do Alto dos Moinhos (Metro, Linha Azul), em Lisboa.
A credenciação está prevista para as 9h30, a Sessão de Abertura será às 10h. Com duas sessões plenárias, o Encontro + 60 irá focar-se em três temas principais: Segurança Social, Saúde e o Apoio Social aos Seniores. Contamos com Catarina Martins para o encerramento do Encontro, às 16h30.
Inscreve-te no Encontro + 60, preenchendo o formulário
Para qualquer questão, contacta: 213510510
Contamos contigo!

Inscreve-te, Participa e Divulga.

PORTALEGRE: Exposição "Memórias do Oriente" | Museu Municipal

A exposição "Memórias do Oriente", mostra peças de arte chinesa e japonesa, pertencentes maioritariamente às doações dos Drs. José d'Andrade Sequeira e José Nunes Serigado.
Esta exposição estará patente ao público até 12 de março de 2017.
Organização: Câmara Municipal de Portalegre

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

ORIENTAÇÃO: O Portugal O' Meeting 2017 está em contagem decrescente.

À reconhecida qualidade organizativa da maior competição do calendário de Inverno da Orientação Mundial, juntam-se a excelência dos mapas e terrenos e o valor ambiental e patrimonial desta região. Garantidos estão quatro dias de competição ao mais alto nível, numa altura em que se encontram já inscritos atletas de 27 países.
 Repetindo a “receita” de 2011, os Municípios de Alter do Chão, Crato e Portalegre juntam as mãos, estreitando num abraço orientistas do Mundo inteiro. É a 22ª edição do Portugal O' Meeting, o grande evento de Inverno do calendário internacional, que de 25 a 28 de Fevereiro promete espalhar pelo Norte Alentejano o perfume da Orientação.
 À semelhança do que sucedeu em 2003 e em 2011, o Grupo Desportivo dos Quatro Caminhos, nóvel coletividade matosinhense, voltou a merecer a confiança da Federação Portuguesa de Orientação para a organização do prestigiado evento. Trabalhado ao pormenor, o programa desta edição do POM tem para oferecer aos participantes duas etapas de Distância Média, nos dias 25 e 27, duas etapas de Distância Longa, nos dias 26 e 28, um Sprint noturno, igualmente no dia 25, e ainda uma etapa de Orientação de Precisão, na tarde do dia 26. As quatro etapas de floresta são pontuáveis para a Taça de Portugal Vitalis de Orientação Pedestre 2017 e o somatório de pontos alcançados em cada uma delas permitirá conhecer os vencedores dos 35 escalões de competição, quatro escalões de formação e quatro escalões abertos que integram o evento. Importa ainda relevar a importância da etapa do dia 27 de Fevereiro – muito adequadamente designada por “Norte Alentejano O' Meeeting” -, a qual é pontuável para o ranking da Federação Internacional de Orientação.
Balão de oxigénio para a economia local
Embora seja ainda cedo para indicar com segurança o nome daqueles que marcarão presença no evento, não será difícil prognosticar que a grande maioria dos melhores atletas mundiais rumará ao Alto Alentejo para a edição deste ano. As Suecas, Helena Jansson e Annika Billstam – esta última, a grande vencedora do POM 2016 -, a russa Svetlana Mironova, a britânica Catherine Taylor, a canadiana Emily Kemp, a ucraniana Nadiya Volynska, a finlandesa Marika Teini ou a bielorussa Anastasia Denisova, no lado das senhoras e, no lado dos homens, os noruegueses Olav Lundanes e Magne Dæhli, os suecos Gustav Bergman e Albin Ridefelt, os franceses Thierry Gueorgiou – vencedor do POM por cinco vezes, a última das quais em 2016 -, Frédéric Tranchand e Lucas Basset ou ainda o ucraniano Oleksandr Kratov, são apenas algumas das muitas estrelas da Orientação mundial que deram nos últimos anos a sua preferência ao Norte Alentejo e com as quais, por certo, nos voltaremos a cruzar.

Para já são estes os Países que já marcam presença:
Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, Croácia, Dinamarca, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Hungria, Irlanda, Itália, Japão, Letónia, Lituânia, Noruega, Polónia, Portugal, Rússia, Suíça, Suécia, Taiwan e Ucrânia.
Importa frisar ainda que a importância do Portugal O' Meeting 2017 não se resume ao vector competitivo. O Portugal O’ Meeting vai provocar um enorme incremento na economia regional, de acordo com as palavras de Fernando Costa, Diretor do Evento. A capacidade hoteleira da região regista já taxas de ocupação muito próximas dos 100% e toda a economia local, da restauração ao pequeno comércio, sentirão um forte impulso graças à realização deste evento.
Toda a informação em www.pom.pt
texto e foto de Joaquim Margarido

NISA: Espectáculo de humor com António Raminhos


AVIS - Encontros IDEA: Lançamento do Livro III

O Projeto IDEA realiza, no próximo dia 25 de janeiro, na Biblioteca Municipal “José Saramago”, o lançamento do Livro III “Dificuldades na Aprendizagem. Práticas de Avaliação e Intervenção”.
Resultado de uma síntese detalhada dos trabalhos apresentados e de outros desenvolvidos nos Encontros IDEA, o acrónimo de Investigação de Dificuldades para a Evolução e Aprendizagem, que por si só define o propósito da equipa: “investigar dificuldades para que haja evolução na aprendizagem”, vai decorrer, a partir das 14h30, numa sessão conduzida pela Prof.ª Dr.ª Maria Dulce Gonçalves.

A iniciativa, objetivada na divulgação e na partilha do trabalho desenvolvido por esta Equipa que tem por missão repensar a Escola, desenvolvendo e incentivando novas metodologias de avaliação e intervenção que a Todos (alunos, professores, comunidade científica e o próprio sistema educativo) ajudem a aprender mais e melhor, irá contar com o apoio do Município de Avis e da Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa.

SERPA: Apresentação do 13º Festival "Terras sem Sombra"


CECHAP promove Tertúlia "Memórias com sabor a café - o Águias d'ouro"

Com a tertúlia "Memórias com sabor a café - O Águias d'Ouro", o grupo CIDADE - Cidadãos pela Defesa do Património de Estremoz dá início a um ciclo de tertúlias mensais.
Estes encontros pretendem debater a identidade, cultura, património e história da cidade de Estremoz sob o título "História, com estórias, em Estremoz".

O primeiro encontro acontece no sábado, 28 de Janeiro, às 17h00, no café Águia d'Ouro, em Estremoz.

sábado, 21 de janeiro de 2017

SERPA: Formação Hidroginástica I : Bases Fundamentais para o Ensino

No dia 28 de janeiro realiza-se em Serpa a Ação de Formação Hidroginástica - Bases Fundamentais para o ensino
das 10h00 às 17h00, no Pavilhão Carlos Pinhão e na Piscina Coberta.
A formação destina-se a técnicos de desporto, portadores de títulos profissionais de exercício físico e diretor técnico e estudantes de desporto, e será ministrada pela formadora Vânia Brandão Loureiro (professora IPBeja), valendo no sistema de créditos – 1UC, para renovação do TPTEF (Título Profissional de Técnico de Exercício Físico) e TPDT (Título Profissional de Diretor Técnico)
As inscrições decorrem até 26 janeiro, são gratuitas para residentes no concelho de Serpa, e para os restantes interessados têm o custo de 20 € . As inscrições efetuam-se através dos serviços online, e para tal é necessário fazer o registo no Portal do Munícipe.
A formação é promovida pelo Município de Serpa e conta com o apoio do Instituto Politécnico de Beja, Instituto Português do Desporto e da Juventude e da Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis.
A prática da Hidroginástica acontece num meio a que não estamos naturalmente habituados, exigindo um conhecimento e um conjunto de competências diferente das utilizadas no meio terrestre. Nesta formação poderá adquirir e consolidar conhecimentos que lhe permitam organizar as habilidades motoras na água, fomentando a aquisição de padrões de exercício que auxiliarão na construção e dinamização das aulas.
A sua experiência, enquanto profissional do exercício físico no meio aquático, será valorizada através do incremento dos conhecimentos teóricos, um fomento do domínio técnico e o desenvolvimento de competências profissionais fundamentais para a lecionação de aulas de hidroginástica, em diferentes populações.
A formação adquirida neste curso proporciona um conjunto de competências que permitem a participação em diversas áreas do mercado de trabalho, nomeadamente em clubes desportivos; em autarquias; nos domínios particulares da prática do exercício físico e nos domínios do turismo ocupacional (Ginásios e Health/Wellness Clubs, Clubes Desportivos, Câmaras Municipais, Piscinas, Hotéis, Campos de Férias, Praias, Parques de Campismo, Empresas de Turismo, entre outros).

AVIS: Programa AnimaSénior em todas as freguesias do concelho

Desenvolvida pelo Município de Avis, no âmbito do projeto municipal Animasénior, vai decorrer, entre os dias 17 e 26 de janeiro, em todas as Freguesias/Uniões de Freguesias do Concelho, envolvendo a participação de Séniores, utentes deste programa de Atividades Físicas, Criativas e Recreativas, e de todas as crianças do ensino Pré-Escolar e do 1.º Ciclo do Concelho de Avis.
A iniciativa, mais uma resposta municipal de promoção do envelhecimento ativo e das atividades intergeracionais, através da prática desportiva em grupo e da utilização dos recursos disponíveis, para benefício do bem-estar e da saúde, tem como objetivo a aproximação destas faixas etárias da população, proporcionando-lhes a possibilidade de usufruírem gratuitamente de uma atividade física, caraterizada por movimentos rítmicos de coordenação motora e fitness, que lhes permitirá desfrutar, simultaneamente, de momentos de verdadeira interação e socialização, partilha e animação que, certamente, irão contribuir para um amento dos seus índices de motivação, autoestima e satisfação pessoal.
Esta Aula de Aeróbica, onde a intergeracionalidade irá manifestar-se e mostrar o quanto a convivência entre os mais novos e os mais velhos é o futuro de uma sociedade equilibrada e feliz, vai contar com o apoio das Freguesias/Uniões de Freguesias do Concelho e do Agrupamento de Escolas de Avis.